São Paulo, 18 (AE/Dow Jones) - As principais Bolsas da ásia fecharam em direções distintas, mas a pressão de baixa foi predominante em razão das expectativas sobre a abertura do mercado de Nova York, que ontem ficou fechado. Com suporte das empresas de telecomunicações, o pregão de Hong Kong foi uma das exceções. O índice Hang Seng subiu 214,64 pontos (+1,37%), para 15.789,20 pontos, embora muitos participantes tenham ficado de lado no final do dia. O ganho foi sustentado pelas fortes compras da China Telecommunications e da Hutchison Whampoa, que ganharam 5,8% e 3,9%, respectivamente. Esta última beneficiou-se da valorização de 7% da Mannesmann, já que a Hutchison detém uma fatia de 10% na companhia alemã.
A Bolsa da Tailândia também encerrou em alta, com o Thai Set somando 7,07 pontos (+1,48%), para terminar em 484,16 pontos. As blue chips de Cingapura continuaram perdendo com a migração dos invest idores para a Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia. O pregão malaio voltará a integrar o índice de mercados internacionais do Morgan Stanley Capital International no próximo mês. O índice Straits Times, de Cingapura, caiu 22,27 pontos (-0,95%), para 2.319,77 pontos. Mesmo com a migração, o índice KLSE, da Bolsa da Malásia, fechou em baixa de 3,90 pontos (-0,39%), em 949,62 pontos, após ter subido no início do dia com os recursos vindos de Cingapura.
Nas Filipinas, o PSE Composto recuou 22,39 pontos (-1 06%), para 2.074,84 pontos. O Taiwan Wghtd deslizou 65,24 pontos (-0,70%), para 9.250,19 pontos. O Kospi, da Bolsa sul-coreana, registrou uma perda de 1,74 ponto (-0,17%0, para 981,53 pontos, enquanto o Jacarta Composto registrou uma desvalorização de 17 77 pontos (-2,52%), para terminar em 685,71 pontos.