São Paulo, 8 (AE/Dow Jones) - A Bolsa de Tóquio fechou no território negativo, pressionada pela realização de lucros com blue chips de forte capitalização, como as da Sony, e pela queda dos papéis do setor financeiro, que foram afetados pela notícia de que o governo de Tóquio planeja aumentar os impostos sobre os lucros das instituições. O índice Nikkei-225 caiu 76,55 pontos (-0,38%), para 19.868,88 pontos. O índice amplo Topix deslizou 17,23 pontos (-0,98%), para 1.737,55 pontos. A Sony perdeu 2,8%, encerrando em 29.150 ienes, acima da mínima do dia de 28.710 ienes.
A ação foi afetada pela realização iniciada quando o papel atingiu a marca de 30 mil ienes na abertura dos negócios. Os rumores de que o lançamento do videogame "Playstation 2", previsto para 4 de março, seria adiado também mexeram com os papéis da Sony. O tombo da Sony estendeu-se por outras ações de alta tecnologia, como a Hitachi, To shiba, Fujitsu e Matsushita Electric. Na contramão da tendência, a NEC somou 4,6%, após uma matéria na imprensa local ter informado que a companhia desenvolveu um microprocessador que permite uma grande economia de energia e oferece uma performance igual ao do Pentium III 500 MHZ da Intel. As ações dos bancos foram nocauteadas pelo anúncio de que o governador de Tóquio, Shintaro Ishihara, pretende propor uma taxação sobre 3% do lucro bruto dos bancos a partir de abril. Alguns traders citaram que as ações no mercado japonês também foram atingidas por investidores que venderam suas posições para cobrir perdas com os títulos do Tesouro norte-americano.