|
  • Bitcoin 120.500
  • Dólar 5,1649
  • Euro 5,2600
Londrina

PREJUÍZO

m de leitura Atualizado em 10/01/2021, 18:59

Bandido furta equipamentos das ambulâncias do Samu de Apucarana

PUBLICAÇÃO
sábado, 09 de janeiro de 2021

Vitor Ogawa - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Vários equipamentos de duas ambulâncias do Samu de Apucarana foram furtados na madrugada deste sábado (9) . As câmeras de monitoramento do local em que estavam as viaturas registraram que o ladrão entrou no pátio da central do serviço de urgência e emergência às 1h28 e retirou os itens furtados pela porta traseira dos dois veículos. 

Foram furtados dois desfibriladores automáticos de última geração, no valor de R$ 6,5 mil cada; dois aparelhos de pressão; dois estetoscópios; dois oxímetros; dois kits de pequena cirurgia; uma bolsa de resgate; dois termômetros; um GPS; dois celulares e uma lanterna. O valor dos equipamentos levados chega a R$ 30 mil. Foram furtados dois desfibriladores automáticos de última geração, no valor de R$ 6,5 mil cada; dois aparelhos de pressão; dois estetoscópios; dois oxímetros; dois kits de pequena cirurgia; uma bolsa de resgate; dois termômetros; um GPS; dois celulares e uma lanterna. O valor dos equipamentos levados chega a R$ 30 mil.
Foram furtados dois desfibriladores automáticos de última geração, no valor de R$ 6,5 mil cada; dois aparelhos de pressão; dois estetoscópios; dois oxímetros; dois kits de pequena cirurgia; uma bolsa de resgate; dois termômetros; um GPS; dois celulares e uma lanterna. O valor dos equipamentos levados chega a R$ 30 mil. |  Foto: Divulgação/Prefeitura de Apucarana
 

O bandido levou dois desfibriladores automáticos de última geração, no valor de R$ 6,5 mil cada; dois aparelhos de pressão; dois estetoscópios; dois oxímetros; dois kits de pequena cirurgia; uma bolsa de resgate; dois termômetros; um GPS; dois celulares e uma lanterna. O valor dos equipamentos levados chega a R$ 30 mil. 

De acordo com o coordenador de enfermagem do SAMU, Miqueias Romagnolo, as duas ambulâncias que tiveram seus equipamentos furtados  atenderam ocorrências sem os equipamentos. Uma terceira ambulância está atuando com a estrutura completa.  "Tivemos que atender das 2 horas da madrugada até  às10 horas da manhã sem esses equipamentos. Foram seis ocorrências nesse período. POr sorte, não tivemos nenhuma ocorrência que precisasse dos equipamentos. Se uma pessoa tivesse tido uma parada cardiorrespiratória, não teríamos condições de atender", apontou.

Ele afirmou que as ambulância já foram reequipadas com o equipamento reserva, que estava na unidade. "Os equipamentos furtados eram  bem modernos. Esse equipamento reserva é antigo. Tecnologicamente é muito inferior ao equipamento que foi furtado", enalteceu. Romagnolo apontou que o problema do custo de operação é bem mais alto. "O aparelho que eles roubaram tem uma bateria interna que carrega na tomada como um celular. O equipamento reserva que a gente colocou agora utiliza pilhas especiais. Cada uma delas custa R$ 50 e cada aparelho utiliza dez pilhas, que duram três cargas", apontou.

Ele ressaltou que as filmagens demonstram que a pessoa que furtou os equipamentos estava cambaleante, o que pode indicar que ela seria usuária de algum tipo de psicotrópico. 

Romagnolo apontou que o Samu realiza de 12 a 16 atendimentos a cada 24 horas por cada uma das viaturas. 

De acordo com o vice-presidente da Autarquia Municipal de Saúde, Emídio Bachiega, foi registrado boletim de ocorrência na 17ª Subdivisão Policial. As imagens que registraram a ação do furto foram entregues às autoridades policiais.