Brasília, 7 (AE) - Os órgãos da Administração Pública Federal direta, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista controladas pela União devem reduzir em 20% o consumo de energia elétrica, até 31 de dezembro de 2002. Decreto nesse sentido foi publicado na edição de hoje do Diário Oficial da União. Na avaliação do Ministério de Minas e Energia, a medida deverá proporcionar uma economia de R$ 100 milhões. A redução do consumo consta do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel), coordenado pela Eletrobrás e que prevê investimentos de R$ 1,1 bilhão no quadriênio 1999-2002. O objetivo é proporcionar uma poupança de R$ 4,5 bilhões em investimentos que seriam necessários para a expansão do sistema elétrico.