|
  • Bitcoin 120.529
  • Dólar 5,1649
  • Euro 5,2600
Londrina

Geral

m de leitura Atualizado em 16/02/2021, 07:32

Após reclamações de mau cheiro, MP pede vistoria em empresa de laticínios na zona oeste

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021

Rafael Machado - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

A promotora do Meio Ambiente, Leila Schimiti, solicitou que a Sema (Secretaria Municipal do Meio Ambiente) vistorie em até 10 dias a Cativa, empresa de laticínios instalada na esquina da PR-445 com a Avenida Arthur Thomas para verificar as reivindicações de moradores da região em relação ao mau cheiro. Segundo a data do ofício, a fiscalização deve acontecer até esta quinta-feira (18). O pedido foi feito depois que o Ministério Público recebeu diversos e-mails de cobrança da população local, principalmente do Jardim Sabará, na zona oeste. 

Imagem ilustrativa da imagem Após reclamações de mau cheiro, MP pede vistoria em empresa de laticínios na zona oeste Imagem ilustrativa da imagem Após reclamações de mau cheiro, MP pede vistoria em empresa de laticínios na zona oeste
 

Em um deles, disponível publicamente no site do MP, um morador relata que o cheiro "é forte e parecido com enxofre, algo estragado". Em outro, uma mulher diz que o problema "se arrasta há meses" e que "é insuportável manter a casa aberta. O odor é tanto que chega a doer a cabeça e dar ânsia de vômito. É necessário uma providência urgente", reivindica ela. Conforme a promotoria, a Sema deverá aplicar multa "caso seja constatada a prática de infração ambiental". 

A reportagem não conseguiu contato com o secretário responsável pela pasta, Ronaldo Siena, para saber se a vistoria já foi realizada. Enquanto isso, a Cativa garante que adotou medidas para amenizar o forte cheiro. Segundo o gerente industrial da instituição, Fabiano Carvalho, "produtos de tratamento foram trocados. Isso foi feito há uma semana junto com técnicos do IAT (Instituto Água e Terra) e representantes dos moradores, bem no período que as reclamações começaram a chegar", disse.