Aparente disposição de Pinochet provoca polêmica3/Mar, 17:15 Santiago, 03 (AE-AP) - O comportamento do ex-ditador chileno Augusto Pinochet, tão logo desembarcou no aeroporto de Santiago, chamou a atenção da imprensa local e internacional porque destoava bastante da idéia que se faz de uma pessoa incapacitada física e mentalmente para depor na Justiça. O general desceu do avião em cadeira de rodas, mas pouco depois se levantou e saudou por cerca de 15 minutos as pessoas que foram recepcioná-lo. Ele se apoiava em uma bengala, que levantou várias vezes para acenar com ela para seus partidários. Além disso, o hospital militar em que foi internado para exames médicos, anunciou que Pinochet poderia ter alta hoje mesmo. A falta de sinais evidentes de deteroiração do estado de saúde do ex-ditador - motivo que levou o ministro britânico Jack Straw a negar sua extradição para a Espanha - foi motivo de críticas e ironias de seus opositores. Menos de uma hora depois do desembarque, o ministro do Interior, Raúl Troncoso, negava que essa tivesse sido uma "situação vergonhosa" para o governo chileno e reiterava que o presidente Eduardo Freire não se equivocara ao invocar razões médicas para pedir a libertação de Pinochet. "O fato de uma pessoa descer caminhando de um avião não significa que esteja em condições de comparecer a um julgamento", comentou Troncoso. Entre os oposicionistas, a vitalidade do general provocou protestos. Mirella García, vice-presidente do Grupo dos Direitos Humanos, disse que "senti vergonha pelo engodo que fizeram ao mundo. Não está doente como dizem". A secretária-geral do Partido Comunista, Gladyz Marín, disse que a enfermidade de Pinochet é uma farsa. "O criminoso volta ao local do crime, caminhando com as próprias pernas". O juiz Juan Guzmán, que investiga 60 ações contra Pinochet por violação de direitos humanos, ordenou hoje que sejam realizados exames pisquiátricos no ex-ditador para determinar se ele pode ser julgado no Chile. . Outro político, o senador Sergio Bitar, do oficialista Partido pela Democracia, disse que as imagens de Pinochet no aeroporto comprometem "a honra do Chile". Já a filha mais velha do general, Lucia Pinochet Hiriart, disse estar cheia de esperanças "ao ver que meu pai foi capaz de levantar- se e caminhar esses passos, considerando as condições em que subiu no avião". Já seu irmão Marco Antonio insistia em que ele está bem envelhecido e deteriorado. "Vocês puderam ver", afirmou aos jornalistas.