Assine e navegue sem anúncios [+]

Aos 116 anos, moradora de Londrina poderá votar pela primeira vez

Título de eleitor foi confeccionado pela família da idosa através da plataforma online do TRE-PR, em funcionamento devido à pandemia da Covid-19

Vitor Struck - Grupo Folha
Vitor Struck - Grupo Folha

Uma idosa de 116 anos, moradora do Distrito de Lerroville, obteve o seu primeiro Título de Eleitor e está apta a votar nas eleições de 2022. Nair Jorge de Oliveira nasceu em 1904, em Piquete (SP), e recebeu o documento no dia 17 de maio deste ano. A curiosidade foi divulgada pela assessoria de comunicação do TRE-PR (Tribunal Regional Eleitoral do Paraná) na tarde desta terça-feira (22). No entanto, a idosa não pode ser considerada a eleitora mais "experiente" do Brasil. Ela "perde" apenas para o paranaense Sebastião Batista dos Santos, que alcançou 118 anos e mora na região de Coronel Vivida, sudoeste do estado. 


 

Aos 116 anos, moradora de Londrina poderá votar pela primeira vez
Antonio Augusto/TSE
 


De acordo com a família, a idosa sempre morou na zona rural e, ao longo da vida, não teve a oportunidade de ser alfabetizada. Este motivo impede milhares de brasileiros de obterem o direito ao voto até os dias de hoje. Recentemente, a família precisou regularizar a documentação da idosa em uma agência bancária, para que ela pudesse acessar os benefícios da Previdência Social, o que exigiu a apresentação do número do Título de Eleitor. 


"Na verdade, ninguém sabe muito bem por que, mas no fim, teve que fazer e nós fizemos”, contou aos risos a neta da idosa, a diarista Vilma de Lima Aniz, 49.   


A família realizou o processo através da plataforma online Título Net uma vez que os atendimentos presenciais estão suspensos em todo o Paraná devido à pandemia da Covid-19. Conforme apurou a reportagem junto ao Tribunal, 68.864 novos títulos já foram emitidos em todo o estado neste ano através da plataforma. 


Questionada se a idosa deverá exercer o direito ao voto nas eleições do ano que vem, a neta avaliou que sim. Lúcida e com boa memória para os eventos do passado, dona Nair Jorge de Oliveira gosta de estar na presença da família. De acordo com a neta, ela teve 11 filhos e 47 netos. Quanto aos bisnetos, Aniz já até perdeu as contas. 


"Se ela estiver bem de saúde é capaz dela querer experimentar (o voto). Acho que ela vai achar engraçado. Na verdade, ela viveu toda a vida na área rural, então ela não tem muito contato com tecnologia”, comentou a neta.   


O voto deixa de ser obrigatório no Brasil a partir dos 70 anos. Mesmo assim, muitos idosos fazem questão de continuar comparecendo ao pleito para exercerem o seu direito de votar. 


O TRE-PR disponibiliza o atendimento telefônico através do número 0800-640-8400. 


Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo