Campinas, SP, 10 (AE) - Os advogados do legista Fortunato Badan Palhares consideram que um novo inquérito para investigar a atuação do perito no laudo que apurou a morte de Paulo Cesar Farias não vai dar em nada. "Estamos tranquilos, mesmo porque vamos discutir o conteúdo desse laudo por mais 20 anos, e o final de tudo isso já sabemos: será o arquivamento do processo"
prevê a advogada do legista Tereza Doro.
O Ministério Público, segundo a advogada, não conseguiu ainda reunir provas para denunciar os quatro seguranças, suspeitos de ter participado da morte de PC Farias e de sua namorada Suzana Marcolino, conforme sugere o segundo laudo. O primeiro laudo, assinado por Palhares e outros 10 especialistas, apontou crime passional. "Como eles não têm elementos, como quem atirou e quem matou para denunciar o culpado, vamos ficar discutindo se houve má-fé ou burrice na elaboração do primeiro laudo, sem chegar a nenhuma conclusão".