|
  • Bitcoin 144.402
  • Dólar 4,8741
  • Euro 5,1466
Londrina

Folha Rural

m de leitura Atualizado em 26/02/2022, 15:28

Embrapa faz consulta para definir prioridades de pesquisa

Instituição quer ouvir o setor produtivo levantando os principais problemas e oportunidades enfrentados pelo agro brasileiro

PUBLICAÇÃO
sábado, 26 de fevereiro de 2022

Reportagem local
AUTOR autor do artigo

Foto: iStock
menu flutuante

Teve início, neste mês de fevereiro, a intensificação do processo de interação entre Embrapa e os stakeholders vinculados ao setor produtivo agropecuário de todo o Brasil. O objetivo é consultar um público de cerca de 20 mil pessoas entre produtores, representantes de cooperativas e associações, além de empresas que fazem uso direto das tecnologias geradas pela Embrapa. “Nosso objetivo é fortalecer ainda mais a interação da Embrapa com o setor produtivo de todas as cadeias e portes, de norte a sul do Brasil, da agricultura familiar ao grande produtor”, ressaltou o secretário de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Bruno Brasil.

Imagem ilustrativa da imagem Embrapa faz consulta para definir prioridades de pesquisa Imagem ilustrativa da imagem Embrapa faz consulta para definir prioridades de pesquisa
|  Foto: Gustavo Pereira Padial
 

Para ele, essa é uma oportunidade do setor mostrar os principais problemas e oportunidades enfrentados pelo agro brasileiro, contribuindo assim, para a priorização da pesquisa para os próximos anos. “Vamos direcionar todos os esforços de pesquisa na solução de desafios que esse público vai nos dizer quais são, e com isso, garantir competitividade e sustentabilidade para o agro”, enfatizou. As informações são da assessoria de imprensa da Embrapa. 

LEIA TAMBÉM: 

Paraná aumenta produção de peixes e mantém liderança

Queda na produção de mandioca já afeta a indústria de alimentos

Ao receber a consulta, o representante de determinado setor poderá opinar e priorizar o que considera desafio na área em que atua. “O pequeno produtor de caprinos do semiárido nordestino, por exemplo, vai receber a consulta para opinar sobre os desafios da convivência com a seca na agropecuária. Da mesma forma, o produtor que estiver no Acre vai poder indicar o que é prioridade para a produção sustentável na Amazônia. Assim também para quem se encontra no sul do país, produzindo soja ou outras culturas anuais de grãos, que poderá responder à consulta sobre essas cadeias produtivas”, explicou o secretário. 

Foi o que ressaltou também o presidente do portfólio Amazônia Judson Valentim. Para ele é fundamental engajar e fazer com que os interessados participem da consulta para mostrar de fato o que é importante que a pesquisa priorize nesse momento. “Aqui na Amazônia, por exemplo, nós temos produtores familiares e extrativistas que precisam ser ouvidos. É preciso que essas pessoas saibam e sejam informadas desse processo de consulta que a Embrapa está fazendo para que eles tenham oportunidade de participar”, frisou o pesquisador, que comentou ainda, que esse processo de consulta é um dos canais que a Embrapa tem para ouvir as demandas da sociedade.

Cacau, um dos temas considerados prioritários para a pesquisa Cacau, um dos temas considerados prioritários para a pesquisa
Cacau, um dos temas considerados prioritários para a pesquisa |  Foto: iStock
 

No período recente, essa é a segunda vez que a Embrapa realiza a consulta ao setor produtivo. Em 2019, cerca de sete mil parceiros externos foram consultados. Na ocasião, o resultado mostrou alinhamento entre os desafios de pesquisa priorizados pela Embrapa e os anseios dos stakeholders. “Foi uma decisão muito acertada, pois essa visão externa nos ajudou a priorizar os desafios a serem enfrentados e nos trouxe informações muito relevantes e que não poderiam ser obtidas somente com base na consulta ao público interno”, afirmou Brasil.