Agricultura familiar
Para apoiar o combate à pobreza e reforçar as ações de desenvolvimento da agricultura familiar, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) lançou edital para modernizar as Centrais de Recebimento de Produtos da Agricultura Familiar em 12 estados. Ao todo, o MDS vai liberar R$ 50 milhões para que os governos estaduais invistam em reformas e na aquisição de materiais permanentes e de consumo e de veículos. Entre os estados que podem participar do edital estão Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraná, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima e Santa Catarina. As propostas podem ser enviadas até 12 de agosto.

Exportações
Em julho, a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), dentro do Projeto Copa do Mundo da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), trará ao País investidores, especialistas e formadores de opinião estrangeiros para conhecer o setor sucroenergético. O projeto é realizado em parceria com mais de 700 empresas e entidades setoriais brasileiras. Envolvendo 76 setores da economia, a iniciativa trará 2,3 mil investidores de 104 países ao Brasil. O objetivo é estimular as exportações brasileiras e captar investimentos estrangeiros, bem como projetar a imagem comercial do Brasil no mercado internacional.

Imagem ilustrativa da imagem DIRETO DO CAMPO
Citricultura
Os trabalhos de um consórcio internacional de pesquisadores dos Estados Unidos, França, Itália, Espanha e Brasil acabam de resultar no sequenciamento do genoma citros, divulgado pela primeira vez este mês, na Nature Biotechnology. Com este resultado, a equipe espera possibilitar o desenvolvimento de estratégias para melhoramento de citros, incluindo a resistência ao huanglongbing (HLB) e outras doenças. O grupo analisou e comparou as sequências do genoma de dez diferentes variedades de citros, incluindo laranjas doce e azeda, toranjas e tangerinas.



Sipeagro
Desde a última terça-feira funciona no País o Sistema Integrado de Produtos e Estabelecimentos Agropecuários (Sipeagro), idealizado com a finalidade de modernizar as atividades de registro de estabelecimentos e produtos de uso veterinário. O Sipeagro é uma ferramenta para a realização e acompanhamento dos Processos Administrativos de Fiscalização, que gera relatórios básicos e emite o certificado de estabelecimentos e produtos registrados e/ou cadastrados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Segundo o diretor do Departamento de Fiscalização de Insumos Pecuários (DFIP) do Mapa, Marcos Leandro, "este sistema trará mais agilidade, segurança da informação e transparência nas ações de fiscalização exercidas pelo Mapa".

Febre aftosa
Para o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra, a dificuldade em expandir a exportação da carne suína brasileira reside na vacinação de febre aftosa em bovinos. Hoje, o Brasil possui 23 estados e o Distrito Federal reconhecidos internacionalmente como livres de febre aftosa com vacinação e Santa Catarina continua sendo o único livre da doença sem vacinação. Falta, ainda, o reconhecimento de Amapá, Roraima e Amazonas por parte da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). Para Turra, é preciso intensificar os esforços para que outros estados, em especial o Rio Grande do Sul e o Paraná, adquiram a condição de livre de aftosa sem vacinação. Só assim, o País poderia obter autorização para exportar carne suína para México, Coreia do Sul, Austrália, Canadá e União Europeia (UE), que representam 26% dos clientes internacionais.