Cogumelo gera quase R$ 15 mi de riqueza por ano no Paraná

Produção está concentrada em 24 cidades, com destaque para Pinhais, Tijucas do Sul e Castro

Lucas Catanho - Especial para a FOLHA
Lucas Catanho - Especial para a FOLHA

O VBP (Valor Bruto de Produção) do cogumelo, riqueza gerada pela atividade, foi de R$ 14,7 milhões em 2019 no Paraná, segundo o cálculo mais recente elaborado pelo Deral (Departamento de Economia Rural), órgão da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento.

Em 2019, 24 cidades paranaenses produziram pouco mais de 1 mil toneladas de cogumelos, com destaques para São José dos Pinhais (330 toneladas), Tijucas do Sul (300 toneladas) e Castro (200 toneladas). Juntas, as três cidades produziram mais de 80% do total no Estado.

 

Produção na Loman Cogumelos, em Castro, mais que triplicou desde o início da atividade
Produção na Loman Cogumelos, em Castro, mais que triplicou desde o início da atividade | Colaboração/Murilo Santos
 


Em Tijucas do Sul, cidade com a segunda maior produção de cogumelos do Estado, está a Coopertijucas (Cooperativa Agroindustrial de Produtores de Cogumelos), hoje com 35 associados de Tijucas e de mais seis cidades próximas. Em média, a produção de champignon Paris está alcançando 10 toneladas ao mês, com lucratividade média robusta – de 80% – para os produtores.

 

Cogumelos já saem embalados para entrega em supermercados, restaurantes e distribuidores
Cogumelos já saem embalados para entrega em supermercados, restaurantes e distribuidores | Colaboração/Murilo Santos
 


“A cooperativa recebe na sede todo o cogumelo produzido pelos cooperados, os cogumelos são classificados e embalados. Depois são comercializados em todo o Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia”, explica Sergio Brito, presidente da Coopertijucas.

Ele relembra que a produção de cogumelos foi iniciada em Tijucas do Sul há cerca de 25 anos. “No início foi tudo muito complicado, tanto a produção quanto a comercialização.”

Hoje, com o avanço da tecnologia, a produção foi alavancada. “Muitos dos produtores que trabalhavam com plantações de fumo migraram para a produção de champignons. Dentre muitas culturas, o cogumelo está no cultivo que mais é rentável a curto prazo”, explica.

 

Coopertijucas produziu 100 toneladas de cogumelos no ano passado
Coopertijucas produziu 100 toneladas de cogumelos no ano passado | Divulgação
 


No ano passado, a Coopertijucas produziu 100 toneladas de cogumelos. No final deste ano, a expectativa é de ampliar em 30% o volume de produção registrado em 2020. “Durante a pandemia, tivemos um crescimento de vendas bem considerável”, explica.

Segundo o presidente da cooperativa, o maior desafio para os produtores de Tijucas do Sul, hoje, é combater a entrada de cogumelo chinês no Brasil. “Esse produto entra aqui com um preço muito baixo e é um cogumelo de péssima qualidade. Concorrer com eles é o nosso maior desafio”, conclui.

 

Cogumelo gera quase R$ 15 mi de riqueza por ano no Paraná
Colaboração/Murilo Santos
 


Crescimento

Segundo o levantamento do Deral, Castro é a terceira cidade com a maior produção de cogumelos do Estado, puxada pela Loman, que começou com o fungo em conserva, há 12 anos, e lentamente iniciou a produção de cogumelos frescos. Em 2017, a produção se voltou exclusivamente ao produto fresco.

“Saímos de uma produção de aproximadamente 1 mil kg por dia no início para 3,2 mil kg hoje, com possibilidade de aumentar para até 4,5 mil kg”, projeta Eltje Jan Loman Filho, sócio-proprietário da Loman Cogumelos.

 

Cogumelo gera quase R$ 15 mi de riqueza por ano no Paraná
Colaboração/Murilo Santos
 


A produção em Castro começou tímida, com 5 funcionários. Hoje, a equipe cresceu 5 vezes: são 25 colaboradores – 17 na produção, 4 no administrativo e 4 na logística. 

A produção de cogumelos e feita totalmente em ambiente protegido, em uma estrutura de 1.680 m2, com seis salas de produção climatizadas e automatizadas.

 

Cogumelo gera quase R$ 15 mi de riqueza por ano no Paraná
Colaboração/Murilo Santos
 


A produção anual ultrapassa 173 toneladas de cogumelos, sendo 80% de champignon Paris e 20% de Portobello. “Hoje entregamos em redes de supermercados, restaurantes e distribuidores.”

A produção acontece durante o ano todo, em salas onde há monitoramento da temperatura, da umidade e do gás carbônico. O ciclo de produção é de 42 dias, e o produto sai embalado para distribuição. Após a colheita, toda a produção é refrigerada e conservada a aproximadamente 2 graus Celsius.

 

Cogumelo gera quase R$ 15 mi de riqueza por ano no Paraná
Colaboração/Murilo Santos
 


Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo