|
  • Bitcoin 153.201
  • Dólar 5,0493
  • Euro 5,2524
Londrina

Folha Rural

m de leitura Atualizado em 24/04/2022, 09:39

Banco do Agricultor já auxiliou mais de mil produtores no Paraná

Programa fomenta atividade agropecuária por meio da subvenção da taxa de juros

PUBLICAÇÃO
sábado, 23 de abril de 2022

Lucas Catanho/ Especial para a FOLHA
AUTOR autor do artigo

Foto: Agência Estadual de Notícias
menu flutuante

O Banco do Agricultor Paranaense, programa de fomento da atividade agropecuária por meio da subvenção da taxa de juros, já prestou auxílio a mais de mil produtores no Estado desde o lançamento, em maio de 2021.

Em menos de um ano, foi financiado um montante aproximado de R$ 127 milhões, beneficiando 1.068 produtores que receberam um recurso de R$ 28,4 milhões para subvenção. Desde o início do programa, foram repassados R$ 72,8 milhões ao FDE (Fundo de Desenvolvimento Econômico), recursos geridos administrativa e financeiramente pela Fomento Paraná.

Instituição financeira de economia mista com capital social majoritariamente pertencente ao Estado do Paraná, a Fomento Paraná já tem convênio com o BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul) e com o Banco do Brasil. Além disso, está formalizando convênio com a Cresol e a Sicoob.

O Banco do Agricultor Paranaense é um instrumento que possibilita ao governo do Estado conceder subvenção econômica a produtores rurais, cooperativas e associações de produção, comercialização e reciclagem, e a agroindústrias familiares, além de projetos que utilizem fontes renováveis de geração de energia e programas destinados à irrigação, entre outros.

Dependendo do enquadramento dentro do programa e das condições do empréstimo, o financiamento é a juro zero para o agricultor, com os encargos ficando sob responsabilidade do governo estadual. Há ainda carência mínima para o pagamento da primeira prestação, variável de acordo com cada linha de crédito.

CONVÊNIOS

A Fomento Paraná, na qualidade de gestora do FDE, pode celebrar convênios com órgãos ou entidades financeiras que integram o SNCR (Sistema Nacional de Crédito Rural) para a concessão da subvenção econômica nas operações de crédito rural que esses órgãos e entidades contratarem com beneficiários do Banco do Agricultor Paranaense.

Segundo Salatiel Turra, chefe do Deral (Departamento de Economia Rural) e coordenador do Banco do Agricultor Paranaense, entre as finalidades do programa figuram o estímulo a investimentos no território paranaense, a geração de empregos, a formação e a capacitação dos agentes tomadores de recursos, de técnicos e produtores rurais, além do desenvolvimento tecnológico, a inovação e a diversificação produtiva.

“Cito ainda o apoio ao agronegócio e à agroindústria paranaense, o apoio à implantação de projetos que utilizem fontes alternativas para geração de energias renováveis, o incentivo à celebração de parcerias para o fortalecimento das cadeias de suprimento no Estado, as sustentabilidades econômica e ambiental e a melhoria da competitividade dos empreendimentos urbanos e rurais sediados no Estado do Paraná.”

IRRIGAÇÃO

A agricultura Silvana Santos Marcomini Favaro não vê a hora de concluir o sistema de irrigação que está implantando na sua propriedade localizada em Ivaiporã, no Vale do Ivaí.

Com a ajuda do Banco do Agricultor Paranaense, ela conseguiu financiar R$ 157 mil para implantar o sistema, e o melhor, a juro zero, com todas as taxas custeadas integralmente pelo Estado. Além disso, a produtora rural ganhou carência para iniciar o pagamento do financiamento, por meio de parcelas a perder de vista.

O sistema de irrigação para o café já era um sonho antigo, mas se tornou mais necessário diante das ondas de calor e estiagem que vêm afetando a região nos últimos anos.

“Já são quatro anos assim, praticamente sem chuva. Com esse sistema agora, creio que a produção total vai aumentar em pelo menos 30%, além de melhorar a qualidade do café a ser produzido”, comemora Silvana.

CRITÉRIOS

Podem ser beneficiários do programa pessoas físicas e jurídicas com faturamento de até R$ 360 mil no ano-calendário, nas operações de microcrédito, o que inclui a micro, a pequena e a média empresas; o produtor rural; a agroindústria familiar; a cooperativa da agricultura familiar; as cooperativas de produção, de comercialização e de reciclagem e as associações regularmente constituídas; a pessoa física ou jurídica, independentemente de seu porte, em projetos que utilizem fontes renováveis de geração de energia e em projetos de irrigação por qualquer sistema, modalidade ou método.

EXCEPCIONAL

Salatiel Turra explica que, considerando os impactos da pandemia da Covid-19 na economia e na saúde pública, os riscos na implantação de lavouras sujeitas às severas estiagens ocorridas em 2020 no Estado e a necessidade de reduzir os custos de produção de explorações com intensiva demanda de energia, os programas de apoio à irrigação e de fomento ao uso de fontes alternativas para a geração de energia no âmbito do Banco do Agricultor Paranaense terão, excepcionalmente, a equalização integral das taxas de juros em contratações efetivadas até 31 de dezembro de 2022. Foi justamente esse benefício que a agricultora Silvana aproveitou para instalar o sistema de irrigação na sua propriedade.

SERVIÇO

Para obter mais informações sobre o Banco do Agricultor, basta o produtor rural acessar o link: agricultura.pr.gov.br/Banco-Agricultor/Pagina/Manual-do-Programa

Imagem ilustrativa da imagem Banco do Agricultor já auxiliou mais de  mil produtores no Paraná Imagem ilustrativa da imagem Banco do Agricultor já auxiliou mais de  mil produtores no Paraná
|  Foto: Gustavo Pereira Padial
 

...,

Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link