Cláudia Barberato
De Londrina
Para os criadores que atrasaram a estação de monta do rebanho (que deveria ter sido iniciada no mês de novembro) em função da seca e baixa qualidade de pasto, ainda é tempo de escolher os reprodutores que deverão cobrir as fêmeas até meados de fevereiro, quando se encerrará a estação. O alerta é do veterinário da Universidade Estadual de Londrina, Bruno Basile.
O pecuarista deverá evitar a escolha de animais debilitados e fornecer aos reprodutores condições alimentares de suplementação como alternativa aos pastos secos. Do contrário, o desempenho de machos e de fêmeas ficará prejudicado.
AvaliaçãoSegundo o veterinário, é importante que o criador tenha avaliado os touros do ponto de vista físico (analisando características raciais e de pureza) e andrológico (com exames para determinar níveis e qualidade dos espermatozóides no sêmen).
O ciclo de análises para a escolha do touro reprodutor se fecharia, segundo Basile, com a medida do perímetro escrotal dos machos. Nesse caso, garante Basile, tamanho é (quase sempre) documento. Quanto maior for o perímetro, melhor deverá ser a produção de sêmen. Cada raça de bovinos tem suas medidas e desvios padrões.
Herdável‘‘Um dos itens mais importantes para escolha de reprodutores é o tamanho da circunferência escrotal ou dos testículos dos machos, órgão onde está a produção de espermatozóides’’, garante Bruno Basile. Saber o tamanho ideal, segundo ele, é mais importante do que se imagina, até porque a característica será repassada aos filhos desse animal.
No caso das fêmeas haverá interferência no tamanho dos ovários e maior ou menor longevidade reprodutiva. Nos filhos, o tamanho dos testículos poderá influenciar na produção de espermatozóides e, consequentemente, na performance do macho como futuro reprodutor.
A área de reprodução animal do curso de Medicina Veterinária, da Universidade de Londrina, investigou o tamanho médio ideal da circunferência escrotal para a raça nelore (raça escolhida para o projeto por ter maior representatividade no rebanho brasileiro).
Foram avaliados mais de cinco mil animais, em diversas faixas de idade, criados no Paraná, Mato Grosso do Sul e São Paulo. A avaliação andrológica foi feita pelo veterinário Bruno Basile, da UEL, com ajuda de José Fonseca, de Sertãozinho (SP).
No trabalho foram feitas coleta de sêmen, análise e medidas dos órgãos genitais de animais registrados; reprodutores com desenvolvimento ponderal acima da média, destinados a pistas de julgamentos em exposições ou comercializados como reprodutores.
Pelos resultados pode-se avaliar, afirma o veterinário Basile, que por volta dos 14 meses de idade um macho nelore, desde que bem tratado e manejado, já é fértil. O serviço de cobertura das fêmeas tem início somente a partir dos 24 meses, para os machos de elite, e dos 24 aos 30 meses para os criados a campo. A partir da tabela elaborada pelos veterinários, o pecuarista poderá verificar o tamanho ideal e o desvio-padrão pela idade dos animais e testar mais cedo, sem exageros, os reprodutores do rebanho.
Os animais avaliados na pesquisa foram divididos em categorias de 8 meses até 36 meses de idade. Um bezerro nelore bem tratado, na categoria de 8 a 9 meses, deverá ter uma circunferência escrotal de 21 centímetros. Já um animal na faixa dos 34/35 meses de idade deverá ter uma circunferência de 35 centímetros.
De acordo com o veterinário, o crescimento maior da circunferência escrotal ocorre dos 12-13 meses de idade até os 19 meses. O macho continua num desenvolvimento padrão progressivo e por volta dos 30/35 meses estabiliza-se o crescimento da circunferência escrotal. A parada, segundo Basile, deve-se ao estresse da troca de dentes, fator que é observado também na qualidade do sêmen dos animais, com redução de vigor e pouco volume na ejaculação.
A pesquisa, garante Basile, avaliou também qualidade do sêmen e curva de desenvolvimento do testículo desde a desmama até idade adulta. Basile acredita que as associações em breve possam realizar os registros de animais a partir de parâmetros como o perímetro escrotal, por exemplo.