#Pontos da Semana - Londrina e os flanelinhas


Erika Gonçalves - Grupo Folha
Erika Gonçalves - Grupo Folha

A MISS E O ENTREGADOR

Nunca se sabe quando um post vai viralizar e as consequências que isso terá. 

A agora ex-miss Mato Grosso 2019 Bruna Figueiredo aprendeu da pior maneira possível. No final de outubro ela postou um vídeo no stories do Instagram debochando de um entregador de bicicleta.  “Eu não acredito. Está ruim para mim, está ruim para você, está ruim até para o Uber Eats. Olha isso daqui. Não é desmerecendo o trabalho do menino, mas é aí que você vê o porque (sic) sua comida chega atrasada. A pessoa além de estar de bicicleta, está na marcha lenta, não está conseguindo subir a ladeira”. Após as críticas, ela se pronunciou através de uma nota de esclarecimento, dizendo que tinha sido uma brincadeira que todos fazem e pediu desculpas. A organização do concurso, no entanto, achou que a brincadeira não teve graça e que a atitude dela não condiz com o título que ostentava e lhe tirou a coroa. Já o entregador vítima do deboche, Luiz André Lima, ganhou uma moto de uma concessionária e também terá pago os custos para fazer a carteira de habilitação. 


DESPEDIDA

#Pontos da Semana - Londrina e os flanelinhas
Estadão Conteúdo
 

NÃO EXISTE MAGIA MAIOR DO QUE A ABERTURA DE UMA CORTINA, EU ACHO FASCINANTE



NÃO EXISTE MAGIA MAIOR DO QUE A ABERTURA DE UMA CORTINA, EU ACHO FASCINANTE

NÃO EXISTE MAGIA MAIOR DO QUE A ABERTURA DE UMA CORTINA, EU ACHO FASCINANTE

#Pontos da Semana - Londrina e os flanelinhas
Ricardo Chicarelli
 


#CHUVAS  

 Chuvas fortes acompanhadas de rajadas de vento pegaram os londrinenses de surpresa na noite de domingo (27) e na tarde de segunda-feira (28). Segundo os agrometeorologista do Iapar (Instituto Agronômico do Paraná), os ventos atingiram 50 km/h no domingo e foram  registrados 27,2 mm de chuva com ventos de até 58 km/h na segunda. As chuvas intensas causaram alagamentos em vários pontos da cidade. Uma motocicleta chegou a ser levada pela enxurrada no Jardim Quebec. Próximo à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Jardim Sabará, um trecho da Avenida Arthur Thomas alagou e no Jardim Perobal (Zona Sul), casas foram invadidas pela água e parte do asfalto foi carregada. Um imóvel teve o portão e parte do muro derrubados pela água e foram parar no meio da rua.



LEÃO E HIENAS   

O presidente Jair Bolsonaro publicou um vídeo em suas redes sociais na segunda-feira (28) mostrando um leão cercado por hienas. Enquanto ele é identificado como o felino, os demais animais são identificados como entidades e movimentos, entre eles o STF (Supremo Tribunal Federal), a ONU (Organização das Nações Unidas), a  OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), veículos de comunicação e o PSL. O leão se vê cercado até que outro leão, identificado como “patriota conservador” chega para ajudá-lo. Em seguida aparecem as frases: “Vamos apoiar nosso presidente até o fim e não atacá-lo! Já tem a oposição para fazer isso.” O vídeo foi retirado do ar posteriormente. O ministro 

Celso de Mello, do STF, afirmou que “o atrevimento presidencial parece não encontrar limites”. Em entrevista ao jornal “O Estado de S.Paulo”, Bolsonaro assumiu o erro e pediu desculpas ao STF.




#Pontos da Semana - Londrina e os flanelinhas
Folha Arte
 

NOVO PODCAST

A Folha de Londrina estreou novo podcast. O “Bola pro Mato” vai falar sobre esportes em geral, tendo o futebol como carro chefe. As edições serão veiculadas todas as sextas-feiras, sob o comando do editor de esportes da Folha Thiago Mossini e os repórteres Victor Lopes e Lúcio Flávio Cruz. “Iremos abordar o esporte de forma leve e descontraída, mas sem perder a seriedade”, explica Mossini. Segundo ele, a intenção é explorar o podcast, um espaço que está crescendo e que pode ser acessado de forma prática, seja na academia ou enquanto se está dirigindo. “É uma mídia que permite uma leveza que talvez em outro espaço não teríamos”, acrescenta ele. Os programas podem ser ouvidos no site da Folha, Spotify, SoundCloud, Apple Podcast, Google Podcast ou no link: abre.ai/bolapromato1



#Pontos da Semana - Londrina e os flanelinhas
Estadão Conteúdo
 

#FLANELINHAS

A Câmara de Vereadores de Londrina aprovou no final de outubro projeto que proíbe atuação de “flanelinhas” na cidade. Segundo a proposta, os interessados em exercer a atividade devem se regularizar fazendo registro na delegacia regional do trabalho. O autor do projeto, vereador Vilson Bittencourt (PSB), destaca, entretanto, que o projeto não tem o poder de regulamentar a atividade, e sim de alertar que é proibida a atividade irregular do flanelinha. A intenção do vereador é que a prefeitura regulamente valores, locais e horários permitidos. A diretoria de espaço público da CMTU emitiu parecer explicando que como “não há regulamentação do município atribuindo tal função à CMTU, não é de sua responsabilidade de competência a fiscalização e a coibição de tal prática.” Já o parecer jurídico da CMTU reforça “que o referido projeto de lei apresenta somente um reforço à Lei Federal 6.24211975.



#Pontos da Semana - Londrina e os flanelinhas
AFP e diversas agências
 

ESTADO ISLÂMICO 

O líder do grupo extremista Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi teria cometido suicídio após ser encurralado por militares em seu esconderijo na Síria. O presidente Donald Trump disse que Bagdadi se refugiou em um túnel e foi “perseguido por nossos cães”, tendo então detonado um colete explosivo, matando a si e a três de seus filhos. 

#Pontos da Semana - Londrina e os flanelinhas
AFP
 


O general Mark Milley afirmou em coletiva de imprensa que o cão havia sido ferido levemente e estava em recuperação. O nome do animal, um pastor belga malinois, não será divulgado porque ele continua trabalhando. 

Os restos mortais de Baghdadi teriam sido jogados ao mar, para evitar que seu túmulo virasse local de peregrinação.



#Pontos da Semana - Londrina e os flanelinhas
AFP
 

SUPERCOMPUTADOR 

O Google anunciou a criação de um computador quântico, o que pode ser um marco na história da computação. A máquina seria capaz de realizar em pouco mais de três minutos um cálculo que o mais rápido computador criado até hoje levaria 10 mil anos. O feito foi descrito em um artigo publicado na revista Nature e divulgado no blog oficial do Google. 



Continue lendo


Últimas notícias