|
  • Bitcoin 193.939
  • Dólar 5,4587
  • Euro 6,1923
Londrina

ESTUDE COM A FOLHA 5m de leitura Atualizado em 20/12/2021, 08:19 assinante

Ouça 10 entrevistas que te ajudarão a entender os livros da prova da UEL

Obras literárias cobradas no vestibular são discutidas com especialistas em dez episódios no podcast Clube de Leitura

PUBLICAÇÃO
domingo, 19 de dezembro de 2021

Ana Júlia Gabas e Davi Paludetto, estagiários*
AUTOR autor do artigo

menu flutuante
Do clássico ao moderno, são 10 as obras indicadas pela UEL para o vestibular 2022. Ouça podcast com as entrevistas com especialistas sobre os livros
Do clássico ao moderno, são 10 as obras indicadas pela UEL para o vestibular 2022. Ouça podcast com as entrevistas com especialistas sobre os livros |  Foto: iStock
 

Do clássico ao moderno. Do real ao imaginário. Da poesia ao romance. Essas são algumas das características que permeiam as dez obras obrigatórias da próxima edição do vestibular de UEL (Universidade Estadual de Londrina). Para conhecer um pouco mais e entender cada uma delas, a FOLHA criou o Clube de Leitura Vestibular UEL, podcast apresentado pelas jornalistas Lais Taine e Patrícia Maria Alves, que conversam com diferentes intelectuais da literatura.

A prova da UEL será realizada no primeiro domingo de março de 2022. Assim como neste ano, devido à pandemia da Covid-19, o vestibular será em fase única dividido em duas partes: prova de conhecimentos e redação.

Na prova de conhecimentos gerais serão 50 questões de múltipla escolha, dessas 10 estão destinadas à Língua Portuguesa e Literaturas. 

Confira abaixo um pequeno resumo de cada obra exigida pela UEL aos vestibulandos e acesse ao podcast por meio dos links que também estão na sequência.

1. Amor de Perdição

Um clássico escrito em 1861 pelo autor português Camilo Castelo Branco, “Amor de Perdição” situa-se na segunda fase do Romantismo. Com enredo similar ao de Romeu e Julieta, o romance conta a história de Simão Botelho e Teresa de Albuquerque, dois jovens que se apaixonam, mas são impedidos de viver esse amor, justamente porque são de famílias inimigas. O casal mantém sua relação amorosa pelas janelas de seus quartos e, também, trocando cartas um com o outro, com ajuda de Marina, uma jovem apaixonada por Simão que, ao perceber que não terá seu amor correspondido, passa a servir o seu amado. Assim como no romance de Shakespeare, “Amor de Perdição” termina de forma trágica.  Descubra mais sobre o livro com a professora do departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da UEL Ellen Dias, junto com as jornalistas Lais Taine e Patrícia Maria Alves no episódio do Clube de Leitura do Vestibular da UEL.

Folha de Londrina · Episódio #1 - Clube de Leitura Obras do Vestibular UEL 2021/22 - Amor de perdição

2. Eles não usam Black-tie

Escrito em 1955 por Gianfrancesco Guarnieri e, mais tarde, adaptado como peça teatral em 1958, “Eles não usam Black-tie” se torna emblemático na literatura brasileira por discorrer sobre os conflitos da classe social proletária, tendo-a como protagonista da história. A narrativa se passa em uma favela carioca nos anos 1950, em um contexto em que os trabalhadores planejam uma greve por melhores condições salariais, separando-os em grupos de quem está disposto a aderir à greve e os que apostam em saídas individuais. Os jovens operários Tião e Maria decidem se casar após descobrirem que terão um filho, e a tensão começa quando Tião resolve furar a greve, com medo de perder o emprego, e acaba entrando em conflito com seu pai, um operário politizado. Para saber mais sobre as discussões que permeiam o livro, ouça o episódio dois do Clube de Leitura do Vestibular da UEL, que conta com a participação de Renato Forin, dramaturgo, ator e diretor do Teatro Agon, junto das jornalistas Lais Taine e Patrícia Maria Alves.

Folha de Londrina · Episódio #2 - Clube de Leitura Obras do Vestibular UEL 2021/22 'Eles não usam Black-tie'

 3. Poemas Escolhidos

A obra “Poemas Escolhidos” é uma compilação dos melhores poemas escritos por Gregório de Matos, o popular Boca do Inferno, um dos autores de maior referência do Barroco, período marcado pela dualidade. O autor estava inserido em um contexto de múltiplas transformações e um forte embate entre o velho e o novo, características que se fazem presente em sua obra. O livro é dividido entre tipos de poesias: satírica (ironia), a lírica (sentimentos), a erótica, a religiosa e a encomiástica (louvor a alguém). Descubra mais sobre a vida e o contexto histórico do Boca do Inferno com Eduardo Baccarin, doutorando em Letras pela UEL, e as jornalistas Laís Taine e Patricia Maria Alves no episódio três do Clube de Leitura do Vestibular da UEL.

Folha de Londrina · Episódio #3 - Clube de Leitura Obras do Vestibular UEL 2021/22 Poemas Escolhidos

4. Quarto de Despejo

O livro “Quarto de Despejo” aborda sobre o universo pessoal e os dramas vividos pela autora Carolina Maria de Jesus. A obra é composta por uma estrutura narrativa em forma de diário, com os relatos ao longo de 5 anos da autora como mãe solteira e catadora de lixo em uma periferia de São Paulo. Retrata o sentimento da autora diante da vida em um contexto de invisibilidade social por parte do Estado quanto a ela e a todos os moradores da comunidade. Ouça a discussão sobre o livro proposta pelas jornalistas Laís Taine e Patricia Maria Alves com a mestranda em estudos literários Amanda Gomes do Amaral no episódio quatro do Clube de Leitura do Vestibular da UEL.

Folha de Londrina · Episódio #4 -Clube de Leitura Obras do Vestibular UEL 2021/22 "Quarto de Despejo" Carolina de Jesus

 5. A Palavra Algo

Escrito por Luci Collin, “A Palavra Algo” é um livro de poesias que explora os sentidos da própria linguagem. Exprime as ações e os objetos do cotidiano, os sentimentos e as emoções, com recursos linguísticos que perambulam a antítese e o paradoxo, mas que, ao final, se enchem de sentido. Para discutir alguns aspectos da obra, as jornalistas Laís Taine e Patricia Maria Alves conversam com a também jornalista e doutoranda em Letras pela UEL Layse Moraes, no quinto episódio do Clube de Leitura do Vestibular da UEL.

Folha de Londrina · Episódio #5 | Clube de Leitura - Obras do Vestibular UEL 2021/22 "Palavra Algo" de Luci Collin

 6. Clara dos Anjos

Obra pertencente ao pré-modernismo, “Clara dos Anjos”, de Lima Barreto, foi publicada em 1948. O romance carrega uma forte crítica social, principalmente ao denunciar o racismo, a misoginia e a desigualdade social durante o princípio do século XX no Brasil. A narrativa gira em torno de Clara, a protagonista da história, uma jovem negra que morava com a sua família em um bairro do subúrbio do Rio de Janeiro. Ouça o sexto episódio do Clube de Leitura do Vestibular da UEL para saber mais sobre o contexto histórico que envolve a obra, além dos desdobramentos da história. Quem ajuda com as análises é o professor e mestre em Estudos Literários pela UEL Sebastião Bonifácio Junior.

Folha de Londrina · Episódio #6 | Clube de Leitura Obras do Vestibular UEL 2021/22 "Clara dos Anjos" de Lima Barreto

 7. O Vendedor de Passados

Escrito pelo autor angolano José Eduardo Agualusa, “O Vendedor de Passados” tem como cenário a capital angolana Luanda, no final da Guerra Civil em 2002. Baseando sua narrativa em um realismo fantástico, o livro aborda a figura da personagem Félix Ventura, que vende passados melhores para pessoas que desejam apagar a história conturbada que viveram antes, para terem um futuro melhor. Para analisar tal obra e todas as discussões que envolvem a realidade por trás dela, as jornalistas Laís Taine e Patricia Maria Alves conversam com a professora do Departamento de Letras da UEL Cláudia Rio Doce.

Folha de Londrina · Episódio #7 | Clube de Leitura Obras do Vestibular UEL 2021/22 "Vendedor de Passados" de Agualusa

 8. Contos Novos

A obra “Novos Contos” reúne nove curtas narrativas escritas ao longo da vida por Mário de Andrade. Os contos presentes no livro estão ligados à primeira fase do Modernismo, que abordam questões sociais vividas na época e, também, uma análise profunda das personagens. O livro é dividido em contos de primeira pessoa, os quais possuem justamente essa reflexão maior da personagem, e em contos em terceira pessoa, que exploram mais esse aspecto social. No oitavo episódio do Clube de Leitura do Vestibular da UEL, as jornalistas Laís Taine e Patricia Maria Alves conversam com o doutor em estudos literários pela UEL Ricardo Augusto Lima, que ajuda a analisar mais aspectos da obra e do autor.

Folha de Londrina · Episódio #8 | Clube de Leitura Obras do Vestibular UEL 2021/22 "Contos Novos", de Mario de Andrade

 9. Casa de Pensão

Clássico brasileiro do Naturalismo, “Casa de Pensão” do autor Aluísio de Azevedo foi publicado em 1884. Amâncio da Silva é o protagonista da história, um jovem do interior que vai para a capital e lá acaba vislumbrado pelos vícios. Amâncio é moldado pelas influências da sociedade ao seu redor e, por conta disso, acaba enfrentando problemas que podem gerar consequências no desenrolar de sua vida. A professora de Teoria Literária e Literatura Comparada da Universidade Federal do Acre Claudia Bergamini analisa e interpreta essa obra em uma conversa com as jornalistas Laís Taine e Patricia Maria Alves no nono episódio do do Clube de Leitura do Vestibular da UEL, confira.

Folha de Londrina · Episódio #9 | Clube de Leitura Obras do Vestibular UEL 2021/22 "Casa de Pensão" de A. de Azevedo

 10. Histórias que os Jornais não Contam

O livro “Histórias que os Jornais não Contam” de Moacyr Scliar é um compilado de textos publicados entre 2004 e 2008 em sua coluna no caderno Cotidiano da Folha de S. Paulo. A partir de matérias jornalísticas sobre fatos reais do cotidiano publicadas pela própria Folha, o autor se inspira na realidade para criar histórias ficcionais. No décimo e último episódio do Clube de Leitura do Vestibular da UEL, as jornalistas Laís Taine e Patricia Maria Alves contam com a ajuda da mestranda em Estudos Literários na UEL, Camila Nakamura Vieira, para conversarem sobre diversos aspectos dessa obra. 

Folha de Londrina · Episódio #10 | Clube de Leitura Vestibular UEL 2021/22 "Histórias que os jornais não contam"

*Com a supervisão da editoria Patrícia Maria Alves 

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM