Início da Era de Aquário está longe de consenso

Enquanto astrólogos apontam que a nova era já começou, astrônomos indicam o ano de 2600

Lucas Catanho - Especial para a FOLHA
Lucas Catanho - Especial para a FOLHA

O início da Era de Aquário, conceito astronômico e astrológico, está longe de ser consenso. Enquanto os astrônomos acreditam que a nova era começará só no ano de 2600, os astrólogos acham que ela já teve início em janeiro de 2001, quando começou o terceiro milênio.

A Era de Aquário é uma das chamadas eras cósmicas, definidas principalmente a partir da relação de dois movimentos da Terra (a precessão dos equinócios e a variação da obliquidade do eixo terrestre) com as constelações zodiacais. Nos anos 60, popularizou-se a crença de que essa “nova era” traria uma nova fase para a humanidade (leia mais abaixo).


 

Início da Era de Aquário está longe de consenso
iStock
 

Para os que acreditam na influência zodiacal na vida humana, a Era de Aquário já começou. Basta notar como esta época está marcada por aspectos próprios desse signo, como a comunicação rápida (via web e satélites), a busca pelo futuro (que causou o avanço da tecnologia) e a oposição ao autoritarismo (defesa da liberdade individual).

“Estamos na era da tecnologia, da informática, da internet, em que o mundo está interligado a um só tempo. O homem se tornou tecnológico, é um homem sideral, planetário”, destaca a astróloga Yara Ramos.

Ela reforça que outra característica importante da Era de Aquário é o aumento da preocupação com o próximo, por meio da realização de ações solidárias. 

“Com todo o sofrimento que estamos passando, o mundo acordou e notou que não era tudo aquilo que estava pensando que era. Isso trouxe a percepção de que precisamos ser melhores e transformar o mundo, ou seja, o mundo está ficando mais solidário. A solidariedade é uma das principais marcas da Era de Aquário, assim como o amor e o perdão”, conclui a astróloga.

A ordem das eras cósmicas é oposta à dos signos. Ou seja, daqui a 2 mil anos, estaremos sob a influência de Capricórnio: será um período de olhares voltados à nossa origem e à base da humanidade, um traço típico dos capricornianos.


 

A astróloga Yara Ramos destaca que a maior conectividade e a solidariedade são marcas da nova era
A astróloga Yara Ramos destaca que a maior conectividade e a solidariedade são marcas da nova era | Devanir Parra/CML
 



Não é ciência


O presidente da Sociedade Astronômica Brasileira, Helio Jaques Rocha-Pinto, considera que o conceito de Era de Aquário é exclusivo da astrologia, que não é uma ciência, mas sim um agrupamento de conceitos ligados à mitologia, crendices e ao senso comum ampliado pelo desejo que as pessoas têm de tentar prever o futuro. 


“Essa ‘era’ é definida a partir do ingresso do ponto vernal na constelação de Aquário. O ponto vernal é a origem do sistema de coordenadas astronômicas. Ele muda de posição no céu devido ao fenômeno conhecido como precessão dos equinócios, que é um bamboleio do eixo de rotação da Terra a cada 26 mil anos, aproximadamente, e que é causado pelo efeito da atração gravitacional do Sol e da Lua.” 


Segundo o presidente da Sociedade Astronômica Brasileira, o ponto vernal se encontra atualmente na constelação de Peixes e aí permanecerá até pelo menos o ano 2600. “Só então ele ingressará na constelação de Aquário.”


Ele acrescenta que, do ponto de vista da astronomia, que é uma ciência propriamente dita, nada de diferente no mundo acontecerá com o ingresso na Era de Aquário. “É apenas mais uma convenção humana para medir a passagem do tempo”, conclui. 



Movimentos


A precessão dos equinócios é um dos vários movimentos que a Terra realiza. Ele ocorre graças ao fato de a Terra realizar o seu movimento de rotação de forma inclinada, fazendo com que, a cada 25.770 anos, ela complete uma volta em torno do eixo de sua eclíptica. Recebe esse nome porque tem a capacidade de antecipar ou preceder os equinócios.

O equinócio, por sua vez, é o fenômeno em que a duração do dia é idêntica à da noite e os hemisférios Norte e Sul recebem a mesma quantidade de luz. Isso só ocorre durante duas vezes ao ano, normalmente nos dias 21 de março e 23 de setembro. 

A precessão dos equinócios é um movimento que causa a mudança da orientação do eixo da Terra. Graças a ele e à variação na obliquidade desse eixo, o ponto em que o Equador celeste toca a linha da eclíptica (chamado de ponto vernal) percorre todas as constelações zodiacais em 25 mil anos. Como são 12 constelações, fica cerca de 2 mil anos em cada uma.

Apesar de esses cálculos matemáticos fundamentarem as eras, não há precisão em relação ao início e ao fim delas.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Assine e navegue sem anúncios [+]

Continue lendo