|
  • Bitcoin 236.448
  • Dólar 5,5670
  • Euro 6,3042
Londrina

Folha Mais 5m de leitura Atualizado em 22/10/2020, 16:16

#As polêmicas sobre a vacina e o "pior Chris de Hollywood"

PUBLICAÇÃO
sábado, 24 de outubro de 2020

Lara Bridi e Bruno Codogno (estagiários)
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

#Pazuello e a vacina para Covid-19 

Um dos principais assuntos da semana nas redes foi a vacina para a Covid-19. Bolsonaro afirmou na manhã de quarta-feira (21) que “toda e qualquer vacina está descartada por enquanto”, se referindo ao cancelamento da compra da CoronaVac, vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instutito Butantan (SP). A declaração aconteceu logo após o presidente se contrapor à decisão do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, pela compra da vacina em conjunto ao governo estadual de São Paulo. Bolsonaro chegou a afirmar que Pazuello está “querendo aparecer demais, está gostando dos holofotes, como o Mandetta”. O ministro, no mesmo dia, foi diagnosticado com coronavírus. Nas redes sociais, apoiadores e críticos do governo entraram em debates sobre quem teria a razão e se a CoronaVac seria ou não a resolução dos problemas trazidos pela pandemia. 

Imagem ilustrativa da imagem #As polêmicas sobre a vacina e o "pior Chris de Hollywood"
|  Foto: José Dias/PR
 

#Nubank 

A fintech Nubank voltou a se cercar em polêmica nesta semana. Em entrevista ao programa “Roda Viva”, da TV Cultura, a cofundadora do banco digital Cristina Junqueira foi questionada sobre que ações afirmativas a Nubank estabelece para integrar pessoas negras e de outras minorias a cargos de liderança na empresa. Junqueira respondeu que a empresa “não pode nivelar por baixo”, mas que investe em programas de formação gratuitos. A frase repercutiu nas redes sociais em forma de repúdio pela frase. Milhares de publicações denunciaram o racismo estrutural que não se limita apenas ao Nubank, mas que se expressa pela falta de pessoas negras em cargos de liderança também nos demais bancos popularizados. Cristina Junqueira publicou um vídeo pedindo desculpas pela frase e afirmando a necessidade de aprendizado. 

Imagem ilustrativa da imagem #As polêmicas sobre a vacina e o "pior Chris de Hollywood"
|  Foto: Guilherme Rodrigues/MyPhoto Press/Folhapress
 

#29x0 

Uma partida de futebol válida pelo Campeonato Paulista 2020 terminou com um resultado que repercutiu nacionalmente pelas redes. O jogo entre São Paulo e Taboão da Serra (CATS) terminou com o placar de 29x0 para o São Paulo, registrando uma goleada histórica. O placar, no entanto, ascendeu uma discussão nas redes sobre o desnível técnico e a falta de investimentos dos clubes no futebol feminino. Após a partida, a volante Nini, capitã do CATS, desabafou que “as atletas estão sem ganhar nada, ninguém tem salário, ninguém tem condução, a gente não tem roupa de treino, não tem apoio nenhum do clube”. Nas redes, os internautas denunciaram a falta de investimentos no futebol feminino e torcedores do São Paulo mostraram solidariedade às atletlas do Taboão da Serra. 

#Ozob no Cyberpunk 2077 

Um anúncio viralizou entre os fãs de videogames no Brasil: o personagem Ozob, criação do influenciador brasileiro Deive “Azaghal” Pazoz, estará no jogo Cyberpunk 2077, o RPG que é um dos títulos mais antecipados de 2020. Azaghal é um dos criadores do site Jovem Nerd e também do Nerdcast, o podcast mais popular do Brasil segundo o Spotify, e foi convidado pela produtora polonesa CD Projekt Red, desenvolvedora do game, para inserir Ozob no título e dar voz ao personagem na dublagem em português. Tanto os fãs do game quanto os fãs do Nerdcast comemoraram a notícia nas redes, enfatizando o alcance da comunidade gamer brasileira na indústria dos videogames, que já é maior que do cinema e da música combinadas, conforme um levantamento da Nintendo de 2018.

Imagem ilustrativa da imagem #As polêmicas sobre a vacina e o "pior Chris de Hollywood"
|  Foto: Martin Bernetti / AFP
 

#Chris Pratt: cancelado? 

O ator Chris Pratt, conhecido por seus papéis em Guardiões da Galáxia e Parks and Recreation, voltou a ser alvo de ataques virtuais. Diversos internautas criticaram sua proximidade com a igreja protestante Hillsong, abertamente anti-LGBT. Outros também relembraram a ocasião em que o ator usou uma camiseta estampada com a bandeira Gadsden, símbolo estadunidense criado para a guerra pela liberdade da Grã-Bretanha, mas que foi vinculado à movimentos da supremacia branca inúmeras vezes. Pratt se defendeu de ambos os casos em anos anteriores, afirmando não compactuar com nenhuma das acusações. Ele voltou aos holofotes após um tweet da produtora cinematográfica Amy Berg, no qual elencava quatro atores e pedia para que seus seguidores escolhessem um para "dar o fora". Chris foi a opção mais mencionada, porém muitos fãs se posicionaram a seu favor, incluindo artistas hollywoodianos como Mark Ruffalo, Robert Downey Jr. e Terry Crews.

#Papa defende uniões homoafetivas? 

O Papa Francisco, principal liderança da igreja católica, surpreendeu a muitos ao defender a união civil entre casais do mesmo gênero. A declaração veio a público com a estreia do documentário "Francesco", na Itália. "Elas (as pessoas homossexuais) são filhas de Deus e têm direito a uma família. Ninguém deverá ser descartado ou ser infeliz por isso" - disse ele. Nota-se que a fala não se refere ao casamento religioso, ou sacramento do matrimônio, mas o fato de considerar explicitamente casais do mesmo gênero como constituintes de uma família é uma grande mudança na perspectiva da igreja sobre o assunto. 

Imagem ilustrativa da imagem #As polêmicas sobre a vacina e o "pior Chris de Hollywood"
|  Foto: Andreas Solaro/AFP
 

#Vacina Oxford 

Um dos voluntários brasileiros para a testagem da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a farmacêutica AstraZeneca morreu de Covid-19. O jovem de 28 anos era médico e sofreu complicações com a infecção do SarsCov-2. A princípio, não foi revelado se ele havia recebido doses do imunizante ou apenas uma vacina placebo (ou seja, sem o agente imunizante) devido ao processo randomizado de testagens e a questões éticas. Entretanto, o jornal O Globo afirmou que fontes não identificadas confirmaram que o médico recebeu o placebo. A Anvisa não determinou a suspensão do estudo, mas a universidade afirmou que o caso foi avaliado com cautela. 

Imagem ilustrativa da imagem #As polêmicas sobre a vacina e o "pior Chris de Hollywood"
|  Foto: Chandan Khanna / AFP
 

*Supervisão: Patricia Maria Alves

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM