|
  • Bitcoin
  • Dólar
  • Euro
Londrina

Folha Gente 5m de leitura Atualizado em 22/02/2019, 17:10

Vovó dos likes

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Érika Gonçalves <br> Reportagem Local
AUTOR autor do artigo

menu flutuante
Imagem ilustrativa da imagem Vovó dos likes



O visual colorido, sempre arrematado com óculos escuros, um chapéu diferente e um belo sorriso, chama a atenção, tanto de quem a vê em fotos ou pessoalmente. Conhecida nas redes sociais como Vovó Izaura, a londrinense Izaura Demari, 77, conquista dia a dia seguidores - são 10 mil no Instagram (@voizaurademari), e recentemente foi personagem de reportagem em revista de circulação nacional. Ela diz que ainda se espanta quando um desconhecido a reconhece nas ruas, mas confessa que adora quando isso acontece. "O povo diz que eu sou muito risonha, por isso eu chamo muito a atenção. As pessoas gostam de pessoas risonhas, que gostam de bater papo, fazer amizade", avalia.

A ideia de lançá-la na internet foi do filho caçula, Márcio Demari, que é quem administra as contas. Ele também é o responsável por transmitir a ela todos os recados, beijos, abraços e convites dos seguidores, inclusive aqueles de outros países. Márcio conta que a ideia de criar o perfil surgiu depois de muitas abordagens nas ruas, inclusive fora de Londrina, de pessoas que desejavam saber quem era Izaura e elogiavam seu visual não muito tradicional para uma vovó.

Imagem ilustrativa da imagem Vovó dos likes



Apaixonada por Gramado (RS), para onde gosta de viajar todos os anos, ela se mudou com o filho para Florianópolis (SC), no final do ano passado. O objetivo é ter paisagens mais bonitas para as fotos e também ficar mais perto da cidade gaúcha.

Imagem ilustrativa da imagem Vovó dos likes



Izaura conta que sempre foi muito vaidosa e gostou de se vestir bem. Ela nasceu e viveu até os 19 anos em um sítio, na região norte de Londrina. "Quando eu nasci Londrina era um bebê ainda, tinha cinco anos. Nosso sítio ficava onde hoje é o Conjunto Mister Thomas, era conhecida como Fazendinha dos Demari. Quando eu tinha uns 11 anos meus pais se mudaram para a cidade e eu fiquei morando com meu irmão e minha cunhada, ela era muito apegada comigo. Depois comecei a namorar e vim para a cidade", diz.

Imagem ilustrativa da imagem Vovó dos likes



Ela se casou aos 19 anos e teve três filhos, que lhe deram cinco netos e três bisnetos. Com o marido, falecido há 16 anos, dividia o hobby do cultivo de orquídeas. "Depois que ele se foi perdi o 'gosto', ele me ajudava a plantar, dava ideia de onde plantar as mudas, quais deveríamos plantar. Depois que meu ajudante das flores foi embora, perdi o amor pela flor, mas gosto de viajar e também de fazer compras. Eu adoro!", conta rindo.

Imagem ilustrativa da imagem Vovó dos likes



No closet da Vovó Izaura entram muitos acessórios, blusas, caftans, calças e chapéus, quase quatro centenas deles. Dos mais variados modelos e cores, eles são uma verdadeira paixão e fazem parte de praticamente todos os looks exibidos por ela. E se engana quem pensa que roupas e acessórios são escolhidos apenas para as fotos. Todas as peças fazem parte do guarda-roupa dela e são usadas no dia a dia, por isso devem ser sempre muito confortáveis, uma das preocupação de Márcio, que a acompanha nas compras e ajuda a escolher as peças.

Imagem ilustrativa da imagem Vovó dos likes



Se na infância e adolescência as roupas eram costuradas pelas irmãs, hoje Izaura frequenta lojas e também recorre às costureiras. "Ela tem uma estatura mediana, 1,50 metro, e por isso as calças precisam ser ajustadas. Como blogueira ela aprendeu a garimpar e não se prende a marcas. Se ela gostar, nós compramos", explica Márcio.

Imagem ilustrativa da imagem Vovó dos likes



Com gosto bastante eclético, Izaura conta que apenas dois tipos de peças não a agradam: vestidos e saias. Ela adora caftans, que combina com calças, principalmente pantalonas e pantacourt. Também prefere peças com mangas compridas, que ajudam a proteger a pele do sol, outro motivo para o uso do chapéu.

ADMIRADORES

Usando palavras-chaves e publicando em grupos específicos, Márcio aos poucos vai impulsionando as contas nas redes sociais e Vovó Izaura já está sendo reconhecida na rua. "Em muitos lugares encontro gente que me chama de Izaura. Aí eu digo: 'mas não te conheço'. E eles dizem que me conhecem. Eu adoro! No shopping volta e meia tem mulher que vem me dar os parabéns, (diz) que me viu bonita na internet!"

Márcio afirma que o objetivo das publicações é mostrar um pouco do dia a dia da mãe, sem muitas pretensões. "As pessoas ficavam curiosas pela forma como ela se produzia, já tivemos uma pessoa em Gramado que parou o carro para falar com ela. Começamos a postar materiais, fotos turísticas, de registro das viagens. Mas eu sempre pergunto para ela se ela está gostando de tirar as fotos. Fico preocupado se ela está curtindo, para não se tornar uma coisa obrigatória, senão fica chato."

Entre a família Izaura diz que a visibilidade também foi aprovada e ela recebe elogios. "Não imaginava que ia sair de um sítio para a internet. Eu era a mais simples entre minhas irmãs, elas saíram cedo de Londrina, foram morar em outros lugares."

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM