|
  • Bitcoin 121.458
  • Dólar 5,2124
  • Euro 5,3313
Londrina

Folha Gente

Atualizado em 12/10/2018, 23:00

Das aulas de química para o YouTube

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Reportagem Local
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

O professor de química Ricardo Marx, do curso Prime em Londrina, faz parte do seleto grupo dos edutubers, que são youtubers que se destacam por usar a plataforma de vídeos on-line para ampliar o acesso à educação. Mais conhecido nas redes sociais como professor Marx, ele mantém o canal Mundo da Química, que utiliza para democratizar o acesso aos conteúdos de ensino médio para estudantes de todo o Brasil.

"É uma experiência incrível. Pela internet consigo chegar a locais muito distantes", diz Ricardo Marx "É uma experiência incrível. Pela internet consigo chegar a locais muito distantes", diz Ricardo Marx
"É uma experiência incrível. Pela internet consigo chegar a locais muito distantes", diz Ricardo Marx |  Foto: Divulgação



A popularidade do educador em um universo de mais de 60 mil seguidores rendeu o convite para participar, pelo segundo ano, do Encontro Nacional do YouTube Edu, evento promovido pelo YouTube cujo objetivo é reunir educadores que utilizam a plataforma para disseminar conhecimento. O evento foi no dia 29 de setembro no Rio de Janeiro. Na edição do ano passado, Marx participou pela primeira vez do encontro que reuniu cem canais com perfil educativo. "Fui um dos dez mediadores de uma conversa sobre YouTube e educação", conta.

Na edição de 2018, ele observou que a ideia brasileira de criar uma plataforma de educação impactou o YouTube em outros países. "Tivemos a presença de canais estrangeiros, como o 'Smarter every day'", comenta, destacando que o YouTube tem se tornado a maior fonte de pesquisa para quem quer aprender a fazer algo. "Isso inclui estudar", diverte-se.

A história deste educador que já é um sucesso na internet remonta à adolescência passada em Assis, no interior de São Paulo, onde inclusive morou na zona rural. "Quando eu estava no ensino médio, o que eu mais queria na vida era passar no vestibular. Eu tinha medo de não conseguir, de decepcionar meus pais, de me sentir um fracassado", recorda o professor, que teve a maior parte da formação em escola pública.

Por isso, diante das adversidades enfrentadas pela falta de base para alcançar o sonho de entrar na universidade, ele passou a estudar sozinho em casa. "Lia os livros de teoria, tentava resolver os exercícios e, como muitas vezes não conseguia, ia aos plantões de dúvidas tentando ter uns minutinhos de atenção do professor. Eu perdia horas por alguns minutos de atenção", conta ele, que após muita dedicação, esforço e disciplina foi aprovado em Química na Unesp (Universidade Estadual Paulista) de Araraquara.

"Os estudantes começaram a pedir para eu aparecer e assim o canal se configurou"


O que se seguiu depois foi uma maratona para alcançar o projeto de terminar a graduação. "Abandonei a faculdade uma vez por falta de condições financeiras e voltei para Assis, onde minha família morava, para trabalhar em um carro de som", relata ele, que retomou os estudos, conseguiu uma bolsa de iniciação científica e, assim, iniciou a carreira na docência.

Pouco tempo após a formatura, começou a dar aulas de química para o ensino médio em cidades como Assis, Palmital, Ourinhos, Marília, Garça, Ibitinga, Pompeia e Londrina. Como eram muitos alunos, Marx conta que decidiu postar resoluções de exercícios no YouTube para atender pedidos daqueles que o procuravam depois da aula para resolver dúvidas. "Como eram as mesmas explicações para alunos diferentes, comecei a usar vídeos para atender a todos", diz.

O tempo passou e ele começou a perceber que tinha mais seguidores do que a quantidade de alunos para quem dava aulas presenciais. "Era despretensioso, mas cresceu. Os estudantes começaram a pedir para eu aparecer e assim o canal se configurou", relata ele, que hoje recebe apoio de um gerente do YouTube para gravar os vídeos. Tudo é feito em parceria com a esposa, a empreendedora digital Patrícia Marx.

Além do canal Mundo da Química, ele mantém a plataforma de cursos www.professormarx.com.br , onde oferece cursos de química com conteúdo de ensino médio. "É uma experiência incrível. Pela internet consigo chegar a locais muito distantes, já tive aluno de um vilarejo da Amazônia estudando comigo. Fico feliz por desmistificar o estudo da química", relata.

"Como eram as mesmas explicações para alunos diferentes, comecei a usar vídeos para atender a todos"


As ideias de Marx também estão no imaginário dos estudantes através da música "Batidão da Estequiometria", que foi selecionada pelo concurso Formula Songs, da Sprite, para ajudar alunos inscritos no ENEM.

O professor se prepara, agora, para cumprir uma nova missão: disseminar conhecimentos sobre produção de vídeo-aulas e uso da internet para outros educadores através da plataforma TecnoProf - Tecnologia para Professores (www.cursotecnoprof.com.br). "Com a tecnologia, é possível nos aproximarmos da linguagem dos alunos, além de atingir mais pessoas", acredita.

No curso onde atua em Londrina, o professor Marx utiliza as tecnologias de forma ainda mais direcionada. Além de responder dúvidas que surgem em sala de aula no canal, também tem uma lista de transmissão no WhatsApp por onde encaminha dicas e resoluções de exercícios. "É um atendimento personalizado que só a tecnologia permite", diz.