Enquanto muitas noivas fazem questão de casar na igreja de véu e grinalda e realizar uma festa pomposa, outras querem fugir do convencional e encontram maneiras inusitadas para dizer o sim mais importante de suas vidas. Em uma rápida pesquisa pela internet, é possível encontrar histórias de pessoas que oficializaram a união em situações nada convencionais.
Uma brasileira e um norueguês, loucos por futebol, casaram-se no Estádio Vélodrome, em Marselha, pouco antes do início da partida entre Brasil e Noruega, em 1998. Já em 2008, um casamento aconteceu durante um mergulho em Cabo Frio (RJ). Trinta convidados vestiram trajes próprios para acompanhar a cerimônia que aconteceu a 10 metros de profundidade.
O sim da apresentadora Sara Presoto para o marido, o administrador de empresas Jansen Marques - em dezembro do ano passado - também aconteceu em um local diferente do habitual. O cenário escolhido foi Miami Beach, na Flórida (USA). ''Nunca tive o sonho de me casar com festa tradicional e de entrar na igreja. Ele também não. Fugir do convencional já fazia parte dos nossos planos'', conta Sara.
Mas casar em uma praia tão bonita, com a exuberância das águas cristalinas e coroada por um céu tão azul, foi além das expectaivas. ''Já estávamos com a viagem agendada para Miami e três semanas antes sugeri de casarmos lá. Como já estávamos morando juntos há dois anos, simplificamos'', explica a apresentadora.
A cerimônia, celebrada por um oficial de casamento da Flórida, foi acompanhada apenas por dois amigos do casal. ''O Rafael e a Gabriela toparam embarcar nessa aventura com a gente. Foram nossos padrinhos. Participaram não só do casamento, mas de todos os momentos de preparação'', comenta.
Ela lembra que ficou nervosa como todas as noivas. ''Mas na hora da cerimônia tudo mudou. O mar, o vento e os meus pés na areia me fizeram relaxar e curtir cada momento. A celebração foi toda realizada em inglês e a maior parte eu traduzi simultaneamente para o meu marido. Rimos muito, tiramos muitas fotos e nos divertimos demais'', comemora, destacando que os pais, irmãos e amigos apoiaram a iniciativa.

Na ''descida'' do rio
E se o assunto é casamento inusitado, a empresária Giovana Guedes e o engenheiro Márcio Vaz de Arruda podem falar com maestria. Em outubro de 2012, após um ano e meio de namoro, surpreenderam a todos com a decisão de se casar durante uma descida de rafting (prática que utiliza botes infláveis para descer corredeiras) no Rio Jacaré-Pepira, em Brotas (SP).
''A sugestão partiu do meu irmão e nós gostamos da ideia. Sempre fomos ligados a esportes de aventura. Eu sou canoísta e meu marido já foi condutor de rafting. Escolhemos uma corredeira tecnicamente difícil e bastante emocionante para a ocasião'', conta Giovana.
Ela lembra que vários botes desceram o rio. ''Meus pais, nossos padrinhos e alguns amigos encararam a aventura com a gente. Eu e o Márcio fomos em botes diferentes até o local da cerimônia'', explica, destacando que o casamento em si foi realizado em terra. ''Foi montado um deck onde estava o juiz de paz e mais 40 convidados nos aguardando. Após assinarmos os papéis, brindamos e joguei o buquê. Depois voltamos aos botes e concluímos o percurso'', diz.
Segundo Giovana, a família apoiou a iniciativa. ''A minha sogra, que é mais tradicional, ficou um pouco chocada no início. Mas depois aproveitou o momento'', relata.
Casar dessa forma, segundo ela, foi muito gratificante. ''Estava um dia lindo e ter a natureza à nossa volta foi demais'', pontua.

Imagem ilustrativa da imagem O ‘sim’ de forma nada convencional
| Foto: Fotos: Divulgação
Sara Presoto e Jansen Marques escolheram Miami Beach para oficializar a união: ‘‘Fugir do convencional já fazia parte dos nossos planos’’
Imagem ilustrativa da imagem O ‘sim’ de forma nada convencional
A noiva Giovana Guedes conduz seus convidados durante rafting...
Imagem ilustrativa da imagem O ‘sim’ de forma nada convencional
...para celebrar em grande estilo seu casamento com Márcio de Arruda, em Brotas (SP)