Engana-se quem pensa que a língua inglesa pertence somente a países como Inglaterra e Estados Unidos. Hoje, o idioma é franco e não pertence a nenhum país, segundo o diretor da Cultura Inglesa, Alan Thomas. Ele observa que diversos países têm o inglês como a sua língua mãe, com variações de vocabulário, pronúncia e gramática de acordo com a cultura e a história de cada lugar.
Na Inglaterra, além da pronúncia, algumas palavras do vocabulário e da gramática têm formas diferentes em relação aos Estados Unidos. "Os americanos costumam enfatizar o R no final das palavras, enquanto os britânicos, não", afirma Thomas. "Além disso, no país europeu a pronuncia do idioma é determinado pela educação e a classe social da pessoa: a elite, educada em escolas tradicionais, fala um inglês mais refinado", comenta Thomas.
A India é outro exemplo. Segundo Thomas, o país possui inúmeras línguas e dialetos, porém, o colonialismo britânico tornou o inglês um idioma comum para facilitar a comunicação do povo.
No entanto, em meio à cultura indiana, o inglês sofreu diversas adaptações ao longo dos anos. "Palavras como concunhado (marido da cunhada) não existe no inglês, apenas cunhado, mas como os indianos valorizam a família, modificaram o vocabulário e adicionaram a expressão: de brother-in-law passou a ser co-brother-in-law", afirma.
Outra modificação é na pronúncia. "No sul da Índia, é comum as pessoas trocarem o w pelo v: water (água) ficou vater".
Na Austrália se fala o cockney, o inglês das classes trabalhadoras de Londres e da Irlanda. "A colonização daquele país foi feita por criminosos e prisioneiros de países europeus, isso justifica o característica fonética", explica.
Outros países como África do Sul, Nova Zelândia, Nigéria, Paquistão, Escócia, País de Gales, entre outros, também falam um inglês carregado de influências de suas culturas. Porém, na hora de se comunicar não tem segredo. "Se você sabe falar a língua perfeitamente, o empecilho será apenas o sotaque", afirma. "E não é preciso entrar em pânico. O ouvido vai se acostumando e logo você se adapta", observa ele.

Imagem ilustrativa da imagem Inglês no mundo
"Se você sabe falar a língua perfeitamente, o empecilho será apenas o sotaque, porém, o ouvido vai se acostumando e logo você se adapta", observa Alan Thomas, da Cultura Inglesa