Com anos de experiência no segmento de lojas de roupa, Jonny Jacó, gerente da Triton, em Londrina, já sabe que precisa avisar dezenas de clientes quando a loja se prepara para colocar seu estoque em promoção.
Desde os fiéis compradores até aqueles que só gastam mais em épocas de liquidação, todos aguardam ansiosos pelo período de compras baratinhas. ''Já informamos os clientes quando a promoção vai começar. Tem muita gente que só compra na loja nesta época e, para atender a todos, enchemos nosso estoque também com peças novas. Nossa promoção não é só do que temos no estoque. Compramos mais peças da marca para atender melhor e não decepcionar nossos clientes'', diz Jonny.
Sobre o argumento de que as liquidações são de itens de ponta de estoque, que podem estar fora de moda e não ter a mesma qualidade dos produtos atuais, a gerente da Capodarte - lojas de calçados -, Alessandra Torrecillas, também explica: ''Liquidamos todo o estoque, que envolve a coleção inteira e, caso falte produto, compramos novos sapatos da coleção atual. Não vendemos só produtos encalhados'', assegura.
Há cinco anos neste ramo, Alessandra conta que na hora de renovar o guarda-roupa não existe classe social, ou seja, clientes de alto poder aquisitivo ou não se rendem às compras. ''Temos clientes que só compram a marca em promoção, bem como aquelas que levam um par ou outro durante o ano e também as fiéis clientes da grife, que além de comprar sempre, se rendem também às liquidações'', explica ela. (E.S.)

Imagem ilustrativa da imagem Forma acessível de renovar o guarda-roupa
| Foto: Marcos Zanutto
Jonny Jacó, gerente de loja: ''Costumamos informar os clientes quando a promoção vai começar''
Imagem ilustrativa da imagem Forma acessível de renovar o guarda-roupa
A gerente de loja Alessandra Torrecillas: clientes de diversas classes sociais se rendem às compras com descontos