Dicas para amenizar as crises


Banho rápido e morno
Uma das características marcantes da dermatite atópica é a pele seca e sensível. Por isso, deve-se ter atenção à temperatura da água do banho. Quanto mais quente, mais ela retira a camada de proteção natural da pele, deixando-a ainda mais ressecada. Evitar o uso de esponjas também é fundamental, já que também agridem essa camada. Usar sabonetes neutros.

Identifique os fatores desencadeantes
É necessário evitar fatores desencadeantes da dermatite atópica. Estes incluem substâncias químicas e produtos de limpeza, roupas de lã e fibras sintéticas, temperaturas extremas, baixa umidade do ar, certos alimentos, estresse emocional, entres outros.

Controle o estresse emocional
Sentimentos de raiva e ansiedade podem aumentar a vermelhidão e coceira na pele, o que agrava a doença. Dessa forma, é importante que o indivíduo identifique e evite situações de estresse. Organizar o tempo, ouvir música e meditar são medidas que podem ajudar a controlar e diminuir o estresse. Se houver necessidade, procure a ajuda de um profissional da área de psicologia.

Converse com o médico
Converse com seu médico e procure um tratamento que melhor se adeque ao seu caso. Cada pessoa é diferente da outra. O tratamento da dermatite atópica deve ser uma parceria entre o médico e o paciente.

Hidrate a pele
A hidratação é importantíssima para manter a barreira da pele saudável. Hidrate a pele pelo menos duas vezes por dia, lembrando-se que a melhor hora de passar o hidratante é sempre logo após o banho. Opte por hidratantes sem fragrâncias, corantes e conservantes, pois eles podem aumentar a irritação.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo