Gerar um filho é uma das maiores dádivas na vida de uma mulher. Sentir uma criança se desenvolver dentro do seu próprio corpo e dar a vida a um novo ser são experiências consideradas ''mágicas''. É difícil definir esse momento, pois uma mistura de sentimentos vem à tona e as sensações são realmente indescritíveis. A fase, no entanto, exige preparo emocional e físico. O organismo da mulher passa por uma série de modificações durante os nove meses de gestação. São oscilações de humor, sonolência, aumento de peso, inchaço e tendência para estrias e varicoses.
E a pergunta que sempre surge é como minimizar os sintomas e retomar a forma após o nascimento do bebê. É difícil não ficar inconformada quando celebridades que acabaram de dar à luz aparecem lindas e magras. Recentemente, a apresentadora Luciana Gimenez, que engordou 26 quilos na gestação, exibiu um corpão de dar inveja em um ensaio de biquini para a revista Shape. Na ocasião, seu filho estava com apenas sete meses. Fato semelhante aconteceu com Adriane Galisteu, Angélica, Giovanna Antonelli, Fernanda Lima, entre muitas outras artistas. Detalhe: Giovanna e Fernanda tiveram gêmeos.
Um estudo realizado pelo ''The Royal College of Midwives'' (Escola Real de Parteiras) e pelo site ''Netmums'', na Inglaterra, revela que 60% das mulheres sentem-se pressionadas quando veem mães famosas supermagras pouco depois do parto.
Mas não adianta ficar neurótica. Os principais segredos ainda são a prática regular de atividade física e uma alimentação balanceada. A jornalista Angela Martins Plastina, 32 anos, retomou a sua forma física - depois de engordar cerca de 30 quilos em duas gestações - com muita malhação e disciplina alimentar. Mãe de Patrick, 7, e Enrico, 4, ela conta que sempre praticou atividade física e engravidou com seu peso normal.
O que aconteceu, segundo a jornalista, é que durante as gestações ela ficou ''em estado de graça'' e abriu mão de algumas preocupações estéticas. ''Como sempre sonhei em ser mãe, procurei aproveitar o momento, curtir a barriga. Nas duas vezes parei a musculação. Fazia hidroginástica três vezes por semana'', afirma, ressaltando que além de se exercitar menos, sentia muita fome. ''Comia bastante, bem mais do que o meu normal'', observa.
Ela acrescenta, no entanto, que utilizou uma variedade de cremes para manter a pele hidratada e evitar o aparecimento de estrias. Mas depois que as crianças nasceram, Angela não perdeu tempo. ''Amamentei três meses, depois voltei a fazer musculação, comecei a correr e busquei acompanhamento com nutricionista. Procurei dar o meu máximo. Consegui retomar a minha forma em nove meses'', relata a jovem mãe, que pretende ter mais um filho daqui uns dois anos.
Atualmente, sua rotina inclui academia e corrida. ''Adoro correr. Corro cerca de 10 quilômetros umas três vezes por semana. Tenho o acompanhamento de um personal. Além disso, minha alimentação é bem regrada'', diz a jornalista, que acredita que a perseverança é o melhor caminho para conquistar o que se deseja. '' Temos que nos manter firmes nas posições assumidas por tempo indeterminado'', define.
A ginecologista Viviane Magalhães, pós-graduada em sexualidade, afirma que a mulher precisa alterar uma série de hábitos para manter a forma durante a gestação e perder os quilos que ficaram sobrando após o nascimento do bebê. ''Nada acontece sem esforço, como um passe de mágicas'', pontua. Ela reforça, no entanto, que a mulher deve se manter saudável por meio de uma boa alimentação e com a prática de exercícios. Claro que alguns procedimentos estéticos, como a drenagem linfática, a massagem modeladora ou de relaxamento e a utilização de cremes, são medidas muito válidas.
De acordo com a médica, o indicado é que a mulher engorde entre nove e doze quilos. ''Claro que tem gente que engorda mais. Isso varia inclusive de acordo com a época em que se ganha o bebê. As mulheres que engordam demais normalmente já engravidam acima do peso. Mas tudo depende das particularidades de cada gravidez e dos antecedentes genéticos'', salienta.
O maior segredo, na visão dela, é o planejamento. ''Hoje a gravidez pode ser planejada, pois os métodos contraceptivos nunca foram tão acessíveis. O indicado é realizar uma bateria de exames antes de engravidar e tentar não estar acima do peso'', orienta.
A médica acrescenta ainda que quanto mais tarde a mulher engravida, o acúmulo de gordura normalmente é maior e pode ser mais difícil retomar a forma. ''Mas a melhor época para engravidar é quando a pessoa está bem emocionalmente, financeiramente e com o seu próprio corpo. Tudo isso ajuda para que a gravidez seja saudável e feliz'', finaliza.


Imagem ilustrativa da imagem Corpão de... mãe
| Foto: Fotos: Celso Pacheco
A jornalista Angela Plastina com os filhos, Enrico (esq.) e Patrick: ''Consegui retomar a minha forma em nove meses''
Imagem ilustrativa da imagem Corpão de... mãe
| Foto: Reprodução/Revista Shape
A apresentadora Luciana Gimenez surpreendeu quando apareceu assim em uma revista meses depois de dar à luz