O medo de raios, trovões e fogos de artifício leva a cadela Mel a se esconder em sua casinha ou pedir abrigo e segurança aos donos. Com 11 anos de idade, ela fica agitada logo que o tempo começa a virar para chuva e entra em desespero quando começa a trovejar.
A boxer é a cadela de estimação da família do bancário aposentado João Catarin, de 63 anos. Ele conta que nas festas de final de ano Mel não se contenta em ficar na própria casinha. ''Ela dá um jeito de 'invadir' a minha casa e nós acabamos deixando porque sabemos que ela sente muito medo'', comenta.
Catarin não se lembra de nenhum trauma que possa ter desencadeado em Mel o medo excessivo e conta que as reações da cadela são as mesmas desde quando ela era filhote. ''Quando começa a chover forte ela raspa a porta da minha casa ou coloca a cara pelas grades da janela. Apesar do desespero, ela nunca chegou a se machucar por conta deste temperamento'', afirma. Apesar de considerar normal a reação da cadela, o aposentado considera Mel um animal inteligente, disciplinado e mais sensível que os demais. (M.A.)

Imagem ilustrativa da imagem Cadela entra em desespero quando começa a trovejar
João Catarin e sua boxer de 11 anos: ''Quando vem chuva forte ela raspa a porta de casa ou coloca a cara pelas grades da janela''