VISUAIS -

Arte desde a infância

IX Mostra do Ensino de Arte de Cambé traz a produção de alunos inspirada por grandes artistas

Walkiria Vieira - Grupo Folha
Walkiria Vieira - Grupo Folha

O artista francês Henri-Émile-Benoît Matisse, ou simplesmente Matisse, tornou-se conhecido pelo colorido de suas obras. Foi desenhista, gravurista, escultor e pintor. Para os alunos do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Munhoz Zerbetto, localizado no Parque Residencial Ana Rosa, Matisse não é um nome estranho. Pelo contrário, pois a arte final do convite para a IX Mostra do Ensino de Arte de Cambé é inspirada em Matisse e dá vida ao impresso. A mostra acontece de 14 a 28 de novembro e o evento é uma realização da Prefeitura de Cambé e da Secretaria Municipal de Educação.


De acordo com a professora de artes Patricia Fabiana da Silva Honório, que orientou a atividade, trata-se de um trabalho coletivo de 2017. O tema proposto foi “Floresta Exótica”, mais especificamente, as folhas. "Tinham que imaginar e criar com base na observação de uma folha. Henry Matisse trabalha a pintura do papel com cores fortes e vibrantes. Dentro do conteúdo trabalhado, que são elementos formais, se atentaram a pontos, linhas, formas, texturas e cores de uma composição bidimensional. Fizeram o desenho, ampliaram e pintaram com as cores por eles escolhidas", explica.





Além do conhecimento que vai sendo construído por meio das aulas de artes, Honório destaca a interdisciplinaridade. "Exercitam a coordenação, os sentidos e uma disciplina reforça a outra - novos conhecimentos são agregados", alegra-se. Ao longo de todo o ano letivo as atividades são realizadas e, para a IX Mostra, foi feita uma seleção. Mas é possível se encantar por todo o trabalho realizado durante 2019.

 


Um exemplo vem da Escola Municipal Alvorada: a professora Ana Marques, propôs aos alunos do 5º ano, desenhos de alunos com estudo de luz e sombra a partir de fotografias em preto em branco de imigrantes italianos que chegaram em Cambé na década de 30. Os do 4º ano, também da professora Ana Marques, apresentaram a pintura de suas famílias com cores análogas em tons terrosos a partir da análise da obra "Emigrantes", do artista Lasar Segall.


Entre os conteúdos das turmas de 2º ano do Ensino Fundamental da professora Rovana Franca, a construção de formas de animais foi feita com gravetos e folhas; o corpo e as asas das borboleta, são todos de folha. Há pássaros, corujas e cachorros.


A imaginação dos estudantes foi grande, até o fundo do mar. Assim, os peixes também compõem o trabalho final. Tendo como ponto de partida a obra "Meninos com Pipa", alunos do Infantil 4 do CMEI Jamile Aiubi Hauly produziram bonecos de biscuit. O estudo da obra resultou em uma composição tridimensional com esculturas e os alunos da professora Cleo Santos ficaram orgulhosos do resultado.



Professora Melissa de Lima Navarro, da Escola Municipal Maria Rosa Galhasce: "A ideia é respeitar o olhar, a argumentação dos alunos e os conceitos sobre a arte vão sendo construídos"
Professora Melissa de Lima Navarro, da Escola Municipal Maria Rosa Galhasce: "A ideia é respeitar o olhar, a argumentação dos alunos e os conceitos sobre a arte vão sendo construídos" | Marcos Zanutto
 



A IX Mostra de Arte do Ensino de Cambé também motiva educandos da Escola Municipal Maria Rosa Galhasce, localizada no jardim São Paulo, em Cambé. Ao todo, 150 alunos participam da atividade. De acordo com a professora de artes do Ensino Fundamental, Melissa de Lima Navarro, a temática foi o corpo humano e sua representação. "Fazemos a abordagem histórica da arte e a representação que já foi feita em pinturas, esculturas por exemplo, desde a pré-história. Nessa prática, a obra 'Sylvette', de Pablo Picasso, serviu de base para observação, é como se fizessem um diálogo. As crianças a apelidaram de "Mulher com armadura", conta.


O repertório dos alunos é valorizado e, segundo Navarro, trata-se de um trabalho de mediação, contextualização e respeito ao ponto de vista deles. "A ideia é respeitar o olhar, a argumentação e os conceitos vão sendo construídos". Sobre o retrato “Sylvette”, a professora explica que a emoção e o olhar foram observados pelos aprendizes. A execução dos trabalhos, em dois turnos, contou com o apoio do aluno de Artes Visuais da UEL, Gustavo Rodrigues. "O desenho das crianças reflete o entendimento que possuem do corpo e essa representação é parte do desenvolvimento. Eles se enxergam no resultado e isso faz parte da identidade de cada um.


Na Escola Municipal Maria Rosa Galhasce, a temática foi o corpo humano e sua representação
Na Escola Municipal Maria Rosa Galhasce, a temática foi o corpo humano e sua representação | Marcos Zanutto
 

.
. | Marcos Zanutto
 





Uma degustação da IX Mostra 


O trabalho do artista Paul Klee, por sua vez, serviu de referência para educandos do Infantil 4, do CMEI Daikasu Ikeda, da professora Gabriela Sobroglia. O resultado é uma pintura coletiva em tecido a partir da obra "Peixe Dourado". Os desenhos em transparências foram a escolha da professora Juliana Barone para que seus alunos do CMEI Prefeito Eustachio Sellman se expressassem sobre os medos que possuem. "A instalação é feita de uma mesa de luz e os desenhos são de crianças de cinco anos. O tema já havia sido trabalhado, eles tinham até um "Diário dos Medos" e quando chegamos às transparências, eles já tinham mais afinidade".  O professor de Artes Wesley Stutz trabalhou com alunos do 3º ano a partir de formas geométricas e do estudo de trabalhos de Lygia Clark. O resultado são esculturas construídas a partir de planos.



A professora de Artes Joice Rocha, leciona na  Escola Municipal Pedro Tkotz, para turmas do 1° ao 5°ano. Este ano levará uma instalação artística, que é uma construção de cenário dentro de um espaço tridimensional. A instalação faz parte do projeto "Imaginação e invenção", desenvolvida pelos alunos das turmas 3°ano A, B e C. "Durante o projeto os alunos estudaram os artistas Juan Miró, Cildo Meireles e Camila Vieira e desenvolveram composições utilizando desenho, assemblage, escultura e pintura. Todas as produções foram organizadas em um ambiente que simula uma visita ao espaço.”


Rocha participa da Mostra de Arte desde a primeira edição: “Penso que este é um momento de aproximar o que é desenvolvido em sala da aula da comunidade. Além de apreciação, muitos trabalhos apresentados propõem a interação do visitante. E neste ano teremos oficinas ofertadas aos finais de semana, diz.


As formas geométricas, de Lygia Clark, inspiraram alunos do professor Wesley Stutz
As formas geométricas, de Lygia Clark, inspiraram alunos do professor Wesley Stutz | Marcos Zanutto
 

Alunos da Gabriela Sbroglia se inspiraram na obra “Peixe Dourado”, de Paul Klee
Alunos da Gabriela Sbroglia se inspiraram na obra “Peixe Dourado”, de Paul Klee | Marcos Zanutto
 



Para criar o hábito de ir a museus


De acordo com a assessora da Secretaria de Educação, responsável pela disciplina de Artes do Município, Camila Scafeiro, ao todo, 26 CMEis e 17 Escolas de Ensino Fundamental participam da mostra. "São 72 trabalhos representando todas as escolas e a mostra é uma oportunidade de expor trabalhos realizados durante o ano todo, assim como uma maneira de incentivar as crianças a produzir, ter contato com a arte, assim como tomarem gosto por visitar museus e espaços culturais".


Scafeiro destaca ainda que o foco dos professores, especialistas na área, é trazer para os alunos o que é de mais elaborado. "Vai além do que já vivenciam em seu cotidiano e o objetivo é enriquecer a visão dos alunos e poder influenciar em sua formação como um todo - do ponto de vista crítico, artístico e em sua autonomia.




Serviço

IX Mostra do Ensino de Arte de Cambé

Vernissage: 13 de novembro às 19h30

Visitação: 14 a 28 de novembro, das 8 às 18 horas

Local: Centro de Eventos - Rua Espanha, 289


Programação das atividades da IX Mostra do Ensino de Arte de Cambé

16/11, sábado, às 14h30: Oficina de carimbos e impressão

16/11, sábado às 14h30: Contação de História

17/11, domingo, às 14h30: Oficina de confecção de plush toys

23/11, sábado, 14h30:  Oficina de animação e Stop Motion

24/11, domingo: Oficina de pintura com tintas naturais






Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Tudo sobre:

Últimas notícias

Continue lendo