|
  • Bitcoin
  • Dólar
  • Euro
Londrina

LEITURINHA 5m de leitura Atualizado em 06/12/2021, 18:09

A imaginação contra a força bruta

“O Grúfalo”, obra de Julia Donaldson, resgata a astúcia como clássico elemento dos contos infantis

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 07 de dezembro de 2021

Marcos Losnak
AUTOR autor do artigo

menu flutuante
.
. |  Foto: Divulgação
  


A astúcia sempre foi um elemento presente nos clássicos contos infantis. Existem centenas de personagens que, por estarem no ponto mais fraco nas relações de conflito, precisam utilizar a astúcia e a inteligência para garantir a própria sobrevivência.

Personagens que não utilizam a força física, ou a força bruta, para resolver questões. Figuras que usam a palavra, a conversa, para sobreviver às ameaças dos mais brutos. 

A astúcia também está presente nos contos infantis contemporâneos em versões redimensionadas como no caso de “O Grúfalo”, obra infantil da escritora inglesa Julia Donaldson com ilustrações de Axel Scheffler.

Publicado originalmente em 2008 pela editora Brinque-Book, a obra vem encantando crianças pequenas ao longo dos anos.

Relançado, “O Grúfalo” narra, através do recurso da repetição de situações e frases, a história de um ratinho caminhando pela floresta.

Um ratinho que, sendo o lado mais frágil da cadeia alimentar da mata, precisa se defender de raposas, cobras, corujas e outros predadores naturais.

Em cada ocasião em que é ameaçado por algum predador, o ratinho inventa uma história sobre um tal de Grúfalo. Um animal imaginário que, a cada descrição, ganha contornos e características cada vez mais apavorantes.

Com essa artimanha inventiva, ele consegue despertar medo em seus predadores e não ser devorado por eles. Nem pela raposa, nem pela coruja, nem pela serpente.

Mas um belo dia o ratinho vive um revés. Caminhando pela floresta, encontra o próprio Grúfalo em carne e osso. O bicho que ele imaginou para solucionar conflitos aparece como um novo predador gerador de conflitos outros.

E assim o ratinho precisa redimensionar sua astúcia e inteligência para sobreviver através da palavra e da conversa.

“O Grúfalo” consegue reunir ferramentas propícias para estabelecer comunicação com crianças pequenas. E de um modo peculiar, demonstrar que a inventividade pode ser um modo de suplantar a força bruta.

Serviço:

.
. |  Foto: Divulgação
 

“O Grúfalo”

Autora – Julia Donaldson

Ilustrações – Axel Scheffler

Editora – Brinque-Book

Tradução – Gilda de Aquino

Páginas – 32

Quanto – R$ 49,90

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM