Elis Regina: entre seus fãs incluem-se artistas que fazem releituras de seus sucessos há quase três décadas em Londrina
Elis Regina: entre seus fãs incluem-se artistas que fazem releituras de seus sucessos há quase três décadas em Londrina | Foto: Reprodução



Mais uma vez, o tradicional Bar Valentino dará início, na próxima semana, ao "Viva Elis", uma série de shows realizados durante o mês de janeiro dedicados totalmente à obra da cantora Elis Regina ((1945-1982). O projeto, em homenagem a uma das maiores intérpretes da música popular brasileira, está em sua 26ª edição consecutiva levando ao palco cantores e bandas locais reinterpretando o repertório da artista. Os fãs, portanto, poderão assistir e ouvir novas versões e arranjos com base na vasta discografia da saudosa "Pimentinha". O primeiro show do projeto foi realizado para homenagear os dez anos da cantora pelo grupo "Chaminé Batom", em 1992 e, devido ao sucesso, o formato foi repetido todos os anos desde então. "A cada ano, os artistas trazem uma nova releitura", conta Valdomiro Chammé, um dos sócios e idealizador do projeto. Elis Regina morreu em 19 de janeiro de 1982.

Os shows acontecerão todas as quintas-feiras de janeiro, no total de quatro apresentações, sempre às 21 horas. A cantora Raquel Palma abre a série de shows, no dia 4 de janeiro, acompanhada de Marcos Kirchheim (baixo), Bruno Cotrim (bateria) e Felipe Barthen (guitarra). Vocalista da banda londrinense autoral "Abacate Contemporâneo", Raquel mostrará repertório com músicas conhecidas de Elis, mas imprimindo sua personalidade e afinidades musicais, características que quem a acompanha já conhecem. Na segunda quinta-feira, dia 11 de janeiro, quem sobe ao palco é a cantora Kelen Franco, que passeia por diferentes hits e ritmos, com sua voz marcante, dando vida ao arranjos de Paulo Wesley (guitarra e violão), além de Elisafe Souza (teclado), Mauricio Oliveira (baixo) e Edu Batistella (bateria).

Já no terceiro show do projeto, dia 18 de janeiro, Bethânia Paranzini e o Bando de Qualquer Um, formado por Samuca Muniz (violão de sete cordas), Julio Erthal (sopros), Wilson Saraiva (cavaco), Edson Camargo, Luiz Gustavo, Rafael Fernandes e Vinicius Camargo (todos na percussão), trazem muito samba ao palco do Valentino. Na apresentação, o grupo mostra um repertório com cara nova, relembrando a versatilidade de Elis, usando instrumentação característica do samba como violão 7 cordas, cavaco, pandeiro e repique de mão. O último show acontece no dia 25 de janeiro com o cantor e compositor londrinense radicado em São Paulo Thiago Sagi. Ele, que no início da carreia já atuou como crooner, apresenta um espetáculo mesclando voz, associada à força cênica e técnica de canto, acompanhado dos músicos Calebe Leal (piano), Celso Rodolfo (baixo), Filipe Barthem (guitarra) e Elthon Dias (bateria).

Serviço
"Viva Elis - 26 anos"
Quando: Todas as quintas-feiras de janeiro de 2017, às 21 horas
Quanto: R$ 1