Vai uma porção de rã frita?


No bar Izakaya, um produto bastante diferenciado que está no cardápio desde a abertura da casa, há 18 anos, é a porção de "Rã à Milanesa" (R$ 44 para duas pessoas). Embora o carro-chefe seja a porção de tilápia frita, a iguaria tem ótima aceitação entre a clientela. "Muitas vezes as pessoas pedem meia porção de cada, já que a rã é uma carne mais delicada e leve. Lembra um frango melhorado, na minha opinião, misturado um pouco com sabor de peixe, e os pais costumam dizer para as crianças que elas estão comendo ‘franguinhos’; os homens também costumam brincar com as mulheres, falando para elas que estão comendo frango, quando na verdade estão comendo rã", comenta Sandra Akemi Bornia, proprietária do local em sociedade com o marido Geraldo Cesar Bornia.
"A carne de rã é bastante saudável, tem 0% de gordura e é composta só de músculo. A canja de rã é bastante fortificante, mas só preparo em casa", afirma Sandra, que já chegou a comercializar no bar coelho a passarinho e carne de jacaré.
A porção de rã é generosa e é servida com dois tipos de molho: o molho tártaro e o molho branco com alho. Por ser preparada à milanesa, ela não fica seca, o que a deixa ainda mais saborosa. Limão e molho de pimenta também estão à disposição dos clientes. "Acredito que a carne de rã é mais indicada para pessoas que têm o paladar mais preparado para sabores mais exóticos, embora ela lembre muito a carne de frango. Há preconceito só por causa do nome do prato, porque depois que as pessoas experimentam a carne, elas não costumam se arrepender. É um ótimo aperitivo, ainda mais acompanhado de uma cerveja gelada", sugere Sandra. (A.P.N.)

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias