|
  • Bitcoin 102.582
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Tibagi é cercado por belezas naturais

PUBLICAÇÃO
domingo, 31 de outubro de 1999


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Da Redação
Tibagi é um nome indígena que quer dizer muitas águas. O município paranaense fundado em 1794 na região dos Campos Gerais ganhou o nome do rio que o margeia, e que, no passado – diz a história – guardava em seu leito ouro e pedras preciosas. Além das muitas águas – arroios cristalinos e cachoeiras – Tibagi é lugar de lendas, histórias e também de belezas naturais. O município possui um dos melhores climas do Estado e oferece as mais diversas opções para quem procura paz e descanso junto à natureza, longe dos grandes centros.
O maior atrativo da cidade é Cânion do Guartelá onde, uma área de quase 800 hectares foi transformada em parque estadual há sete anos. No Guartelá encontram-se animais ameaçados de extinção, como o lobo guará e a suçuarana, além da fauna característica da região (cachorro do mato, preá, quati, capivara e outros). O Guartelá, no entanto, não é o único cânion dos arredores. O da Igreja Velha, localizado a 20 km de Tibagi, possui dez quilômetros de extensão e atrai visitantesinteressados em caminhadas, alpinismo ou apenas um contato mais direto com a natureza. A maior atração do cânion, o Salto do Paraíso – queda d‘água de 80 metros de desnível – é ideal para adeptos do canyoning.
Campos de altitude, grutas, sítios arqueológicos e inscrições rupestres, cascatas, piscinas naturais e cachoeiras são algumas das atrações encontradas no Guartelá. A cachoeira da Ponte de Pedra, com aproximadamente 200 metros de altura, impressiona com sua formação cortando a queda d‘água. O roteiro ecoturístico inclui também as grutas da Pedra Ume e das Andorinhas e os panelões Sumidouro. O majestoso rio Iapó que corta o desfiladeiro com grandes corredeiras é ideal para os amantes de esportes aquáticos, como rafting e a canoagem.
No Balneário do Arroio da Ingrata, a três quilômetros da cidade, o visitante pode desfrutar das cachoeiras dos Padres e dos Loucos, além de um toboágua natural com 30 metros de descida. O lugar conta ainda com área para churrasco, playground, estacionamento e luz elétrica.
A próxima parada é o Parque Municipal da Prainha, na margem esquerda do rio Tibagi. Território de adeptos de camping, o parque oferece piscina com água corrente e algumas trilhas pela mata que margeia o rio que dá nome à cidade.
Outro rio da região, o Santa Rosa, dá origem a uma queda de 50 metros de altura, formando uma piscina natural emoldurada por belas cachoeiras menores. Como a área fica em propriedade particular, paga-se uma taxa para visitação e camping.
Outros atrativos dos arredores da cidades são o Recanto da Tia Olímpia, Recanto da Usina Velha, Ladeira da Nhá Cota, Morro da Pedra Branca, Fazenda Boa Vista e Fazenda Fortaleza, localizada a 25 km de Tibagi.
Na cidade, a história também deixou suas marcas em prédios como a Igreja Matriz, a Biblioteca, a Prefeitura ou Palácio dos Diamantes, construído na década de 30 pelos padres redentoristas. O Museu Histórico Desembargador Edmundo Mercer Júnior, um dos mais completos do Paraná, foi construído em 1957, inaugurado 30 anos depois e guarda a história do ciclo do diamante e do próprio município.

TOME NOTA
- Onde ficar
Pousada da Figueira, Praça L. Mercer, 70 - fone 0**42/275-1194
Pousada Guartelá, PR 340-KM 49, fone 0**42/275-1127
Pousada Boa Vista, PR 340-KM 32, fone 0**41/983-0720
Hotel Lima, Praça L. Mercer, 130, fone 0**42/275-1203
Pousada das Palmeira, fone 0**42/275-1103 ou 1249
Camping Municipal - Informações na Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Turismo, fone 0**42/275-1388Município na região dos Campos Gerais possui um dos melhores climas do Paraná e diversas opções para quem procura paz e descanso junto à natureza
ReproduçãoGUARTELÁ No cânion, o majestoso rio Iapó corta o desfiladeiro com grandes corredeirasReproduçãoSalto Santa Rosa: piscina natural