Ainda que a era digital tenha promovido significativas transformações no que diz respeito à difusão da informação e do conhecimento, as bibliotecas físicas conservam-se à disposição do leitor de todas as idades.

Em Londrina, há sete bibliotecas e todas elas são subordinadas à Diretoria de Bibliotecas que possui atribuições como atuar na democratização do acesso ao livro, à leitura e à literatura, fomentar atividades artísticas, educativas e culturais, por exemplo.

E mais: disseminar informações e formar leitores autônomos, críticos e reflexivos, conforme as políticas nacionais estabelecidas pelo Plano Nacional do Livro e Leitura – (PNLL) e pela Política Nacional de Leitura e Escrita (PNLE), dentre outras normativas da área.

Tornar e manter as Bibliotecas Públicas Municipais de Londrina espaços vivos, dinâmicos e interativos, que dialoguem com a sociedade por meio das suas atividades e que permeiem as diversas áreas do conhecimento, acolhendo os cidadãos e contribuindo para um pleno exercício da cidadania também integram os objetivos e ações da diretoria.

Imagem ilustrativa da imagem Revitalizadas, bibliotecas de Londrina atraem mais púbico

Em Londrina, o empenho para a manutenção das atividades e atendimento ao público é um compromisso. Nesta edição, destaque para as benfeitorias realizadas na Biblioteca Pública Municipal de Londrina "Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza", no centro e na Biblioteca Ramal "Lupércio Luppi", na região norte e que tornaram os espaços mais adequados e, consequente as experiências neles mais completas.

Oferecer um espaço mais aconchegante, um acervo de qualidade, bem como ações, projetos e serviços de qualidade sempre foi o objetivo da gestão. Assim como democratizar o acesso ao livro, à leitura, à literatura, à informação e aos bens culturais para toda a população londrinense.

Centro Cultural Lupércio Luppi

De acordo com a gestora cultural e bibliotecária da Biblioteca Lupércio Luppi, Ana Cristina Mischiati, as benfeitorias da biblioteca eram uma prioridade. "Era necessário resolver os problemas primeiramente estruturais do edifício que eram infiltrações graves e colocavam em risco o acervo e o mobiliário da biblioteca", explica.

Uma vez que a reforma exigiu mudar as prateleiras e outros móveis do local em que ficavam, Mischiati acreditou que poderia entregar algo ainda melhor para os usuários. "Nós aproveitamos a oportunidade para pensar um novo layout interno de forma a transformar o ambiente em algo mais acolhedor, mais aconchegante, mais bonito e chegamos a esse resultado", alegra-se.

De acordo com a gestora, os usuários observam com satisfação e dão um retorno muito positivo. "Aumentou bastante o número de visitantes. Os curiosos que vem pra ver como é que ficou o espaço e também novos leitores", conta. O cadastro de leitores também renova-se diariamente. "A fachada, que é toda em vidro, tem sido bastante favorável também e decidimos dispor as estantes de forma que lá da rua as pessoas vejam que ali é uma biblioteca", afirma.

Imagem ilustrativa da imagem Revitalizadas, bibliotecas de Londrina atraem mais púbico

Com 20 anos de atividades, novos usuários relatam no atendimento que não sabiam que tratava-se de uma biblioteca pública. Acerca da localização da Lupércio Luppi, Mischiati considera essencial uma estrutura desse nível na região onde está.

"Uma a oportunidade de a comunidade participar de atividades culturais, ter um espaço de ponto de encontro de eventos e ações que geralmente estão centralizadas em determinadas áreas da cidade", expõe.

Um espaço inclusive para os artistas. Na última sexta-feira (24), a unidade realizou a entrega de uma homenagem ao escritor Domingos Pellegrini. "Nós idealizamos aqui um o livro em formato gigante da obra Terra Vermelha, que nós consideramos uma obra-prima. O resultado é fruto do trabalho do artista Paulo Libano e, de modo simbólico, uma forma de homenagear o escritor simbolicamente e permitir a circulação Terra Vermelha por nosso corredores, enaltecendo-a", afirma.

Formar leitores que vão além do texto

Do ponto de vista da diretora de Bibliotecas da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), Leda Maria Araújo,a biblioteca pública é um espaço cultural e de fomento à leitura. "Principalmente para as crianças e adolescentes que estão se formando e enquanto leitores, enquanto cidadãos. O nosso objetivo é oferecer projetos e ações que visem formar leitores que vão além do texto, leitores que tenham uma visão de mundo e é por meio desse trabalho com o público infantil e infanto-juvenil que nós iremos formar uma nova sociedade leitora e construir leitores críticos e reflexivos", pensa.

Entre as ações do cotidiano, Araújo explica que as bibliotecas elas são utilizadas para fazer empréstimo e devolução de livros, renovação de acervo e também bibliotecas disponibilizam computadores para a população.

E não para por aí. "Cursos de pintura, contação de história, música na biblioteca, com aulas de música e também apresentação de músicas, visita mediadas das escolas, das universidades, enfim, a biblioteca pública ela é muito utilizada no seu dia a dia por públicos de todas as idades. Temos também um projeto com os adultos, com os idosos moradores do entorno e um projeto em andamento por meio de uma parceira com Associação da Concha, integrando todas as idades", ratifica.

Imagem ilustrativa da imagem Revitalizadas, bibliotecas de Londrina atraem mais púbico

A Biblioteca Infantil, por sua vez, é sinônimo de dinamismo. "Realizamos um trabalho interativo formando leitores de forma prazerosa. Temos as programações de férias em julho e em janeiro, o projeto quartas-criativas, que trabalha com musicalização, dobradura, oficinas de colagem, o 'toda quinta tem história' tem objetivo de inserir o livro no cotidiano de vida das crianças como brinquedo", enumera.

E acrescenta: "Tem uma frase da Maria Dinorá, uma escritora da literatura infantil, bastante pertinente: "O livro é brinquedo que, por incrível que pareça, entre o mistério e o segredo, põe ideias na cabeça", destaca. "Então nós trabalhamos de uma forma a usar a literatura infantil de forma prazerosa e mostrando o quão importante é o acesso dessas crianças a literatura pra formação de leitores, críticos e reflexivos Que gostam de ler, que lê por prazer, o prazer pela leitura, pelo deleite".

Imagem ilustrativa da imagem Revitalizadas, bibliotecas de Londrina atraem mais púbico
| Foto: Roberto Custodio

Biblioteca do Centro reformada também

Em março deste ano, a Biblioteca Pública Municipal de Londrina "Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza" foi reinaugurada após reforma interna completa, tanto no piso superior quando inferior, além de mobiliário novo.

A Biblioteca Pública é considerada o primeiro centro cultural de Londrina e foi inaugurada há 71 anos, em 4 de setembro de 1951. Em maio de 2020, o espaço foi tombado e considerado Patrimônio Cultural do Município, de acordo com a Lei de Preservação do Patrimônio Cultural de Londrina.

O acervo atual da Biblioteca Pública Municipal é composto por cerca de 100 mil livros. Estes exemplares precisam de 260 prateleiras sob medida, aproximadamente, para serem organizados. O investimento da Prefeitura, nas obras, foi de R$ 150 mil, em recursos do próprio Município. Neste valor está inclusa a troca de todo o mobiliário, com novas prateleiras e balcões.

Onde estão as bibliotecas públicas

Biblioteca Pública Municipal de Londrina "Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza" - Avenida Rio de Janeiro, 413 - Centro - Tel. (43) 3371-6500 - E-mail: [email protected]

Biblioteca Especializada Infantil - Praça 1º de Maio, 110 - Centro - Tel. (43) 3371-6603 - E-mail: [email protected]

Biblioteca Ramal "Padre Adelino de Carli" - Rua Purus, 45 - Vila Nova - Tel. (43) 3329-6993 - E-mail: [email protected]

Biblioteca Ramal "Lupércio Luppi" - Avenida Saul Elkind, 790 - Conj. Aquiles Stenghel - Tel. (43) 3329-0316 - E-mail: [email protected] -

Biblioteca Especializada de Arte "Francisca Campinha Garcia Cid" - Rua Sergipe, 640 - Centro - Atendimento suspenso

Biblioteca do CEU - Centro de Artes e Esportes Unificados - Rua Angelo Gaiotto, s/n - Jd. Santa Rita I - Tel. (43) 3338-4925 - E-mail: [email protected]

Biblioteca Municipal "Eugênia Monfranati" - Avenida Guilherme de Almeida, 2260 - Jd. Ouro Branco - Tel. (43) 3372-4853 - E-mail: [email protected]