Retiro dos Artistas receberá doação de livros e sessão de histórias via telefone


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Secretaria estadual de Cultura e Economia Criativa realizará nesta segunda-feira (6) uma ação com os 52 idosos do Retiro dos Artistas.

Segundo o colunista Ancelmo Gois, serão doados cerca de 100 livros para os moradores do espaço, que já declararam estarem passando por dificuldades no período de quarentena contra o novo coronavírus.



Voluntários do projeto "Histórias por telefone" também vão contar histórias, poesias, e cantar músicas para os idosos via telefone, uma vez que as visitas estão proibidas.

Fundado no Rio de Janeiro pelo ator Leopoldo Fróes (1882-1935), com o objetivo de oferecer apoio social e assistencial à classe artística, o Retiro dos Artistas tem mais de um século de existência. O centenário foi celebrado com coquetel na semana passada, na capital fluminense, e lançou nova luz sobre dificuldades financeiras da instituição.

Com o apoio de parceiros, a casa ganhou outra cara ao longo dos anos. Para captar recursos ela faz um brechó de segunda a sábado com peças doadas, além da tradicional festa junina e outros eventos. "A despesa, dentro dessa infraestrutura atual, que atende a 58 residentes, é de R$ 120 mil por mês", detalha a administradora geral do Retiro, Cida Cabral.



O Retiro dos Artistas prioriza abrigar os mais necessitados. E não são apenas atores. Todos são bem-vindos: cinegrafistas, técnicos, fotógrafos, pintores, cenógrafos, cinegrafistas e talentos circenses.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias