Rádio Paiquerê AM migra para a FM


Marcos Roman  Reportagem Local
Marcos Roman Reportagem Local

"Paiquerê 91,7 - Uma FM que Nasce com 62 anos de História." Esse é o slogan usado pela rádio Paiquerê AM para marcar a migração da tradicional emissora londrinense em nova frequência a partir desta segunda-feira (7). Mantendo a grade de programas voltados para o jornalismo, esporte e utilidade pública que chegam a alcançar uma audiência de 60 mil ouvintes por hora, a diretoria da emissora garante que a mudança proporcionará diversos benefícios, entre eles melhoria na qualidade de sinal e mais interação com os ouvintes.

J. B. Faria: "Com essa mudança vamos alcançar um número ainda maior de ouvintes"
J. B. Faria: "Com essa mudança vamos alcançar um número ainda maior de ouvintes" | Marcos Zanutto



"O sinal na frequência AM sofre diversas interferências em áreas que abrigam vários equipamentos eletrônicos, como acontece na Gleba Palhano ou mesmo quando o ouvinte para o carro em um semáforo de LED. Na FM isso não vai mais ocorrer", enfatiza J. B. Faria, diretor da Paiquerê AM, que passa a se chamar Paiquerê 91,7 - FM após a migração.

A facilidade de acesso dos ouvintes à programação da emissora é outro ponto positivo apontado por ele. "Os aparelhos de telefone celular e os novos equipamentos de rádio sintonizam apenas a frequência FM. Portanto, com essa mudança vamos alcançar um número ainda maior de ouvintes", destaca J.B. Faria ao explicar que a migração já era aguardada há alguns anos. "A gente queria isso há algum tempo, mas não havia espaço para novas emissoras na frequência FM. Essa liberação só foi possível agora que houve o desligamento das emissoras de TV analógicas", esclarece.

Segundo J.B. Faria, a expectativa é que a Paiquerê 91,7 - FM eleve ainda mais a audiência que os programas da emissora conquistaram na frequência AM. "Já somos líderes de audiência em vários horários, como é o caso do Jornal da Manhã, que atinge 60 mil ouvintes por hora. Para isso, vamos investir ainda mais no jornalismo local, nos programas esportivos e na prestação de serviços. Será uma rádio FM com programação totalmente diferenciada das demais", adianta.

Entre as alterações reveladas por ele está a ampliação no horário do Jornal da Manhã e a estreia do programa Conexão Paiquerê. "Começaremos a programação jornalística com o Paiquerê Urgente, que trará notícias policiais das 5h30 às 7 horas. Na sequência entra o Jornal da Manhã, que vai ao ar até às 9h30. Em seguida será exibido o Conexão Paiquerê até às 11h30. O novo programa terá apresentação de Carlos Camargo e contará com Neto Almeida e Valmir Martins como âncoras, além das participações de Manoel Osvaldo direto da unidade móvel; do Mateus Zampieri, com notícias esportivas; e dos jornalistas Pedro Marconi e Wesley Lemos, com as informações do Portal Paiquerê. Logo depois virão os programas Paiquerê Rádio Opinião (11h30); Bate-Bola (12h); Musical (13h); Programa Fiori Luiz (17h); Em Cima do Lance (18h), Paiquerê Esporte Total (19h); Jornalismo (21h); Programa do Zezão (21h30); e musical (0h)", informa.

À frente da rádio Paiquerê AM desde 1973, o diretor da emissora diz que o perfil do ouvinte londrinense é bastante participativo e que a interação aumentou com a chegada da internet. "Às vezes não damos conta de atender todo mundo devido à grande demanda de mensagens que recebemos pelo telefone celular, tanto de áudio quanto escrita. São pessoas reclamando de serviços públicos, fazendo denúncias ou emitindo opinião sobre temas polêmicos, principalmente os que se referem à Câmara Municipal e leis locais. A internet também permitiu que londrinenses que vivem em outras cidades e países consigam ouvir nossa programação. Temos ouvintes que moram nos Estados Unidos, na Europa, na Ásia e vários outros cantos do mundo", ressalta".

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo