Guitarras poluídas de garagem vicejaram como capim nos anos 60. Ao cruzarem com o psicodelismo, impulsionaram uma tendência musical que hoje mais do que nunca ganha adeptos e seguidores.
Prova disso é a coletânea ‘‘Brazilian Pebbles – Acid, Flowers and Fuzz Garage Psichedelia’’, lançada esta semana pelo selo independente Baratos Afins. O disco foi inspirado nas famosas compilações norte-americanas ‘‘Nuggets’’ e ‘‘Pebbles’’.
Traz quinze faixas reunindo algumas bandas herdeiras do gênero, com primazia para representantes de São Paulo, além de uma da região do Cerrado e outra de Porto Alegre. Da leva, a mais conhecida (melhor seria dizer ‘‘a menos desconhecida’’) talvez seja Três Hombres, já com dois discos gravados.
Entre as demais, a maioria praticamente não passou de registros em demo-tapes caseiros. A qualidade oscila entre a lisergia radical de grupos como Velotrol Circus, Effervescing Elephant, Flaming Salt, Skywalkers e Transistors a canções nem tão empolgantes de bandas Sunglasses, Kaleidoscope e Monokini.
O grande destaque fica por conta da dupla gaúcha Os The Darma Lóvers, com a faixa ‘‘Peixes’’, extraída de seu álbum de estréia (que comentaremos em breve). Só que a música, cuja melodia bucólica é pontuada por cellos, nada tem a ver com guitarras à beira da desafinação, teclados oníricos e vocais distanciados. ‘‘Peixes’’, aqui, é um belo peixe fora d’água.
Para adquririr a coletânea, ligue para (11) 223-3629 ou mande e-mail para [email protected].