|
  • Bitcoin 148.281
  • Dólar 4,9314
  • Euro 5,2169
Londrina

Folha 2

m de leitura Atualizado em 02/05/2022, 16:33

Projeto ensina valor da brincadeira a escolas do interior do Paraná

Transmissões ao vivo acontecem em cidades que não costumam receber produções culturais infantis

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 02 de maio de 2022

Reportagem local
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Depois de levar cultura a mais de 25 mil paranaenses que moram em 20 municípios do interior do estado em 2021, o Projeto Brincar – Circulação Paraná – 1ª Edição alcança novas cidades de 5 de abril a 4 de maio de 2022. O projeto é realizado com o apoio do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura (Profice) – Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura – governo do Paraná e da Copel.

“Na primeira etapa percebemos a ampliação do alcance do espetáculo, porque o formato de transmissões permitiu que o trabalho chegasse a mais crianças”, explica a atriz e idealizadora do projeto, Ligia Ferreira. “Agora, conseguimos apresentar para várias escolas de um mesmo município, e diversas salas de aula de uma mesma escola.”

Desde sua criação, em 2016, o espetáculo já estimulou cerca de 40 mil crianças a resgatarem a importância das brincadeiras. “Recebemos fotos de prefeituras comemorando a recepção: as crianças fazem as brincadeiras em sala de aula e cantam as músicas”, conta Ligia.

Nesta etapa, serão impactadas crianças de Piraí do Sul, Jandaia do Sul, Mandirituba, Coronel Vivida, Santa Terezinha de Itaipu, Altônia, Ubiratã, Andirá, Pontal do Paraná, Loanda, Cambará, Mandaguari e Ibiporã.

O projeto também vai promover de forma online 7 oficinas de música, com 4 horas de duração cada, para educadores da rede pública municipal das cidades contempladas. O ministrante Flávio Araújo explica que a oficina “Na Palma da Mão” propõe uma reflexão musical, que não requer experiência prévia, para estimular o uso da música no espaço escolar.

Com relevante trajetória, “Brincar Brincar Brincar” já integrou a programação de festivais, mostras e foi contemplado em diversos editais, tendo sido apresentado mais de 100 vezes.

Um grande diferencial do trabalho é trazer texto e canções autorais – algo nem sempre encontrado em produções culturais destinadas à infância. O texto, de autoria de Ligia, se passa numa vizinhança muito tranquila, baseada em sua rua de infância, com personagens inspirados na vida dos dois artistas. Ao longo da peça, a dupla ainda executa músicas compostas por Flávio, que enriquecem a narrativa.

O espetáculo traz para a cena um tema extremamente atual e próximo à realidade das crianças e das famílias. No enredo da peça, a brincadeira passa a ser substituída na vida dos personagens Guiga, Luna e Nano pelos elementos t-ble-ta, g-ppin-shoe são-vi-le-te, que representam alguns aspectos do mundo contemporâneo, como o uso excessivo das tecnologias, o consumismo desenfreado e a influência da mídia e da publicidade na vida das pessoas. “O trabalho propõe a reflexão sobre esses temas, cada vez mais urgentes em nossa sociedade”, explica Ligia Ferreira.

SERVIÇO

“Brincar – Circulação Paraná - 1ª Edição”

5 de abril a 4 de maio, em escolas do interior do Paraná.

Ficha Técnica:

Ligia Ferreira: Produtora e atriz.

Flávio Araújo: Músico, oficineiro e técnico de som e transmissão.

Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1