Zeca Corrêa Leite
De Curitiba
Noel Rosa fez muito mais que as manjadíssimas ‘‘Último Desejo’’, ‘‘Conversa de Botequim’’, ‘‘Com que Roupa’’, ‘‘Feitiço da Vila’’, entre outras canções que vêm à mente quando se fala no Poeta da Vila. Da passagem dos anos 20 para os 30, até hoje, mais de 200 composições suas foram parar nos discos. A gravadora Revivendo pinçou alguns clássicos, misturou com números desconhecidos e lançou no mercado o CD ‘‘Que se Dane’’.
Das músicas mais populares tem ‘‘Mulata Fuzarqueira’’, interpretada pelo próprio Noel, numa gravação de 1931; ‘‘Fita Amarela’’, sucesso de 1933, com Francisco Alves e Mário Reis; ‘‘Quem Ri Melhor’’, a última gravação de Noel, aqui em parceria com Marília Batista. Samba feito para o carnaval de 37, meses antes da morte do compositor, que ocorreria em maio.
O disco tem curiosidades como as co-autorias de Noel que, por algum motivo, não foram creditadas a ele. ‘‘Gosto, Mas não Muito...’’, de Francisco Alves e Ismael Silva, ‘‘Tenho Raiva de Quem Sabe’’, de Kid Pepe e Zé Pretinho e ‘‘Escola de Malandro’’, de Orlando Luiz Machado estão nesse rol. Glauco Vianna compôs a valsa ‘‘Ingênua’’, que ele interpreta ao violão, num registro de 1928. Porém, Noel Rosa criou uma letra para ela jamais gravada.
Dos cantores que figuram neste lançamento da Revivendo estão Leonel Faria (que abre o disco com ‘‘Que se Dane’’), Almirante, Helena e João Barreto, Arthur Costa, Bando da Lua, João Petra de Barros, Canuto, Aracy de Almeida, Paulo Netto de Freitas, Ismael Silva, Elizeth Cardoso. Para quem está acostumado às coletâneas sobre a obra de Noel que se centralizam em torno de Marília e Aracy, é interessante descobrir novas vozes do passado.
‘‘Que se Dane’’, de Noel Rosa. CD lançado pela Revivendo, telefone (41) 253-3035, fax (41) 253-7444, site na Internet: http://www.revivendomusicas.com.br, e-mail revivendoñvivendomusicas.com.br), traz 21 músicas de Noel, em composições solo ou parcerias.