São Paulo, 28 (AE) - O Skank e O Rappa são as bandas que darão continuidade ao projeto Sempre Livre Mix, criado no ano passado pela Jonhson & Jonhson. A turnê nacional deste ano terá início dia 6 de maio, em Vitória (ES), onde ocorreu a primeira fase do projeto, com os Titãs e Paralamas do Sucesso. A previsão de shows em São Paulo é 15 e 16 de setembro.
Com o patrocínio da marca Jontex, os megaespetáculos trarão, além dos shows dos dois conjuntos, a abertura de uma banda emergente no cenário pop-rock brasileiro. A primeira participação será do grupo carioca Los Hermanos, que já faz sucesso com as garotinhas (e marmanjos românticos), por causa da balada "Ana Júlia". Os nomes cotados para participar são os grupos Penélope e Negril e o cantor Wilson Sideral. "É muito bom pensar que pessoas que estão começando e batalhando pelos seus espaços vão poder ter a oportunidade de estar num festival bem-estruturado como esse", diz o vocalista de O Rappa, Falcão. "Apesar de ser uma das bandas que fará a turnê de 2000, também estamos no começo e esse evento só deverá contribuir."
As duas bandas afirmam que a proposta do Sempre Livre Mix pode suprir a ausência dos festivais de música desse gênero. "Acho que o rock dos anos 80 tinha uma tendência mais ecumênica e, nos anos 90, a gente isolou-se mais", diz o vocalista do Skank, Samuel Rosa. "É uma oportunidade de se resgatar isso, criar uma turma e fazer parte dela." Ele disse que o novo disco do Skank terá essa característica coletiva. "As pessoas vão assustar-se com essa nossa busca de parcerias, como, por exemplo
uma música feita com o Fausto Fawcett", informa. "Sinto falta disso, como de ver os Raimundos apresentando-se com o Charlie Brown Jr. e nós mesmos com o Pato Fu, com quem temos bom entrosamento."
Com O Rappa, a ligação artística existe desde o CD "Sideral. O elo firmou-se com a produção do novo CD do Skank (será lançado em maio), feita por Chico Neves, o produtor do disco Lado B Lado A, do Rappa. Os grupos pretendem fazer apresentações separadas e depois unir-se no palco.
Por meio de uma pesquisa entre jovens, a empresa Jonhson & Jonhson concluiu que a melhor maneira de aproximar-se do público teen seria incentivando a música brasileira; no caso, patrocinando os shows dos grupos Titãs e Paralamas do Sucesso e, agora, O Rappa e Skank. Um grande ponto favorável na turnê será o preço dos ingressos, que ficará praticamente limitado ao valor de R$ 15,00. Ao fim da turnê de 17 shows, o registro desse encontro será lançado em CD.