CD-ROM/LANÇAMENTO NOS DOMÍNIOS DO TERROR Profissionais de Ciências da Computação lançam em Londrina um multimídia que reúne de Zé do Caixão a Edgar Allan Poe ReproduçãoRenato Nogueira Perez Ávila e Edgard Antonio Rossetto, os criadores, evitaram conteúdo apelativo e fotos grotescas Ranulfo Pedreiro De Londrina Os gritos de horror precedem o aparecimento de monstros. Entre sons de chuva e sinos, surge uma casa assombrada. O grupo Iron Maiden comanda a trilha sonora. É assim, com ares de pesadelo, que o CD-ROM ‘‘A Casa do Terror’’ – que está sendo lançado em Londrina e Rolândia – se desenvolve até chegar ao menu principal. O material foi produzido por Renato Nogueira Perez Ávila, de Londrina, e Edgard Antonio Rossetto, de Rolândia, ambos formados em Ciências da Computação pela Faculdade de Ciências Contábeis e Administrativas de Rolândia – Faccar. Monstros e vampiros dividem espaço com Zé do Caixão e Edgar Allan Poe, numa programação de provocar calafrios nos fanáticos pelo assunto. Na verdade, ‘‘A Casa do Terror’’ é uma diversão que evita, por exemplo, falar de assassinos seriais ou apresentar fotos grotescas. A produção gira mais em torno do terror na mídia, de filmes B e autores como Stephen King. Não há nada, portanto, capaz de tumultuar o sono. Além de escapar do apelativo, o conteúdo garante informações como a versão completa de ‘‘O Corvo’’, de Edgar Allan Poe, traduzido por Machado de Assis. ‘‘Ao todo são 270,8Mb divididos em 60 partes. Foi como montar uma teia de aranha para ligar uma parte a outra, um trabalho que parecia não ter fim’’, comenta Renato Ávila. As partes englobam sons, autorun e trechos de filmes do Zé do Caixão. O menu principal se divide em três itens: ‘‘História do Terror’’, ‘‘Sinopses de Filmes’’ e ‘‘Terror no Brasil’’. O primeiro apresenta um resumo sobre o surgimento do gênero, com citações de filmes de terror e produções trash. Há uma sessão dedicada a diretores como Alfred Hitchcock e Ed Wood, além de biografias sobre seres como Lilith – que acompanharia a humanidade desde Adão e Eva – e Conde Vlad – ‘‘reconhecido’’ como o verdadeiro Drácula. A parte de sinopses de filmes cita produções como ‘‘Pânico’’ e ‘‘O Massacre da Serra Elétrica’’. Na ‘‘História do Terror no Brasil’’, o destaque vai para Zé do Caixão, com uma rápida entrevista exclusiva e fotos, além da filmografia. Na última tela desta sessão aparece um link para trechos de oito filmes protagonizados por Zé do Caixão, como ‘‘O Despertar da Besta’’ e ‘‘Esta Noite Encarnarei em teu Cadáver’’. ‘‘Nós organizamos desta forma para as pessoas conhecerem mais amplamente a obra dele’’, revela Renato Ávila. A dupla já produziu, no ano passado, o CD-ROM ‘‘A História do Rock’’, que vendeu cerca de 450 exemplares, e foi o primeiro trabalho em multimídia desenvolvido pela Red Foot, empresa em que dividem a sociedade. Enquanto apostam em uma boa vendagem de ‘‘A Casa do Terror’’, os programadores já se movimentam para concretizar os próximos projetos: um CD-ROM sobre a história do blues e outro batizado como ‘‘Iron Maiden Para Encerrar o Assunto’’, voltado para o grupo britânico. ‘‘A perspectiva é de que eles fiquem prontos em três meses, o de blues talvez demore um pouco mais porque é uma pesquisa mais intensa’’, afirma Renato. A Red Foot também realiza catálogos para produtos, álbuns digitais e vários tipos de trabalhos em multimídia. ‘‘A Casa do Terror’’ custa R$ 10,00 e pode ser encomendado pelos telefones (43) 324-4307 (Renato) e (43) 972-2744 (Edgard). A configuração mínima para execução do CD-ROM é Pentium 100/16Mb Ram/ Vídeo 800x600 e Quicktime instalado na memória.