No embalo do You Can Dance


Márcia Basílio
TV Press
Márcia Basílio TV Press

Dançar direto durante duas horas no programa ‘‘Planeta Xuxa’’ não é brincadeira. O You Can Dance é quem diz. Os componentes do grupo Fly, Kall, Kadu e Tom têm sempre de estar em dia com as coreografias e, de preferência, inventando passos novos. Por isso, manter a boa forma é fundamental. Os quatro rapazes malham todas as manhãs numa academia e, duas vezes por semana, ensaiam e gravam o programa.
Além disso, o grupo também está aprendendo a dançar com patins e faz aula de etiqueta, uma recomendação de Marlene Mattos, diretora do programa e empresária. Segundo Kall, antes de conhecer Marlene e Xuxa, o You Can Dance era apenas um entre muitos grupos de dança de rua. Para não perder a atual boquinha, seguem as orientações à risca. ‘‘Hoje, fazemos o que gostamos e ainda ganhamos dinheiro para isso’’, gaba-se Fly.
Os rapazes ainda fazem mais. Nos finais de semana, independentemente de Xuxa, o You Can Dance faz vários shows pelo País. Fora isso, Fly dá aulas de dança, enquanto Kall dá uma de DJ num clube do subúrbio carioca. Além disso, lançaram um disco ano passado, batizado de You can dance, que chegou a vender 60 mil cópias.
Os quatro sempre tiveram algumas coisas em comum, mas o gosto pela dança foi o que sempre os uniu. Amigos desde a infância, eles, há dez anos, se juntaram para apresentar a coreografia que viviam inventando nas festas do bairro, onde cresceram e vivem até hoje: São Cristóvão, subúrbio do Rio de Janeiro.
Depois disso, sair dançando pelos concursos que aparecia pela frente passou a ser a meta. Passaram a integrar o cast de uma agência de modelos e promoções, a Afro-Brasil, que serviu de trampolim para se apresentarem na Globo. Em 91, participaram do programa ‘‘Os Trapalhões’’, onde se apresentaram no quadro ‘‘É Isso Aí My Brother’’. Época em que Barry, coreógrafo da Xuxa, os viu e os apresentou para a rainha dos baixinhos e Marlene. ‘‘Foi como ganhar na loteria’’, compara Tom.
O gingado de estilo street-dance do You Can Dance conquistou Marlene e Xuxa. A partir daí, se apresentaram no programa dirigido por Marlene e ainda viajaram com Xuxa numa turnê pela América do Sul. Mas só depois de 94 foi que o grupo passou a trabalhar direto com a empresária e com a apresentadora.
Este ano o grupo vai entrar em estúdio para gravar o segundo disco. Mas tudo ainda é um grande mistério. A poderosa Marlene Mattos é quem está cuidando dos detalhes e o grupo adianta que eles vão mudar de visual. O jeito groove, inspirado no vestuário dos negros funkeiros americanos - calças de jeans larga e enfiadas para dentro dos tênis de cano longo, lenços na cabeça por baixo do boné e jaquetas - vai ser trocado por um estilo mais sóbrio. ‘‘Vai ser uma forma de mostrar que estamos amadurecidos’’, afirma Kall.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo