Três mulheres e um homem – a esposa, a filha, a amante e ele, o marido, interrompendo um casamento de longa data para viver uma nova vida amorosa. A crônica que aborda as sinuosidades do coração chama-se ‘‘Honra’’, peça estrelada por Regina Duarte, Marcos Caruso, Renata Quintela e Gabriela Duarte, que estará em cartaz somente hoje e amanhã no Guairão.
Essa história de súbitas paixões e pilares ruídos, desmoronando casamentos aparentemente felizes, é tão antiga quanto a humanidade. Por isso mesmo, foi um desafio enfrentado pela autora, a escritora australiana Joanna Murray-Smith, para dar uma nova cor ao drama. Ao colocar no centro das atenções cada um dos personagens, não divisou o certo e o errado, mas se propôs a dissecar sentimentos.
Regina Duarte se encantou com o texto e foi à luta para levar o espetáculo à cena. Na pele da mulher que faz um balanço de vida quando é trocada por outra, a atriz considera: ‘‘Depois de Malu, Maria do Carmo, Raquel, Helena e Chiquinha Gonzaga, penso que este personagem me oferece a possibilidade de enriquecer um belo painel de trajetórias de mulheres contemporâneas’’.
Há oito anos Regina estava fora dos palcos ‘‘pela simples razão de não ter conseguido me apaixonar por nenhum texto’’. Ao tomar contato com ‘‘Honra’’, deu-se, finalmente, esse retorno. A última montagem da qual participara fora ‘‘A Vida é Sonho’’, de Calderón de La Barca.
O diretor Celso Nunes afirma que ‘‘Honra’’ ‘‘é desses textos raros e profícuos que o teatro vez por outra revela. Raro porque, como texto destinado a ser dito, ele é a expressão da própria fala humana: ora reticente, ora decidida, quando não perdida ou apaixonada’’.
Honra – Texto de Joanna Murray-Smith, com direção de Celso Nunes. Elenco: Regina Duarte, Marcos Caruso, Gabriela Duarte, Renata Quintela. Hoje e amanhã, às 21 horas, no Guairão, em Curitiba. Ingressos: R$ 25,00 (platéia), R$ 20,00 (primeiro balcão), R$ 15,00 (segundo balcão). Informações pelos telefones: (41) 200-1993 e 322-2628.