Nany People: Nany People: "Tenho uma ligação afetiva grande com Londrina que sempre foi muito acolhedora comigo desde a época em que me apresentava na Boate Friends”
Nany People: Nany People: "Tenho uma ligação afetiva grande com Londrina que sempre foi muito acolhedora comigo desde a época em que me apresentava na Boate Friends” | Foto: Divulgação

Apesar da pandemia, a programação cultural de Londrina começa a dar início à fase de retomada se adaptando ao “novo normal”. Após a reabertura das salas de cinema que aconteceram no início da semana, com base no decreto municipal que também autoriza o funcionamento de teatros restritos a 50% do público, alguns estabelecimentos comerciais estão voltando a investir em atrações artísticas. Uma das primeiras artistas conhecidas nacionalmente a voltar à cidade é a atriz e humorista Nany People, que tem apresentação agendada para esta sexta-feira (6) e sábado (7), no Balangandã Comedy Club & Bar.

Londrina será a segunda cidade em Nany se apresenta neste ano. “Estamos tentando retomar desde janeiro, mas devido à pandemia só consegui voltar em junho, em Florianópolis, e agora em Londrina. Estou muito feliz em voltar. Tenho uma ligação afetiva grande com a cidade, que sempre foi muito acolhedora comigo desde a época em que me apresentava na Boate Friends”, comenta a humorista.

Nany afirma que existe um movimento simultâneo em todo o país tentando fazer com que voltem as casas de humor voltem a funcionar. A comediante explica que em seu retorno a Londrina fará uma colagem misturando trechos de três espetáculos seus: Tsunany, De Boca Cheia e Nany Pop. “Eu tenho alguns solos que eu costumo fazer em teatro mas aí, por ser um bar, a gente tem driblar outros elementos além do público, a comida e a bebida. Então esse solo tem que ter a temperança pulsante e ser interativo com a plateia. No bar tem que ser mais vivaz, as piadas tem que serem entregues com mais objetividade, com mais rapidez, não dá tempo de pensar. E é muito bom esse exercício”, comenta.

.
. | Foto: Divulgação

A atriz adianta que no palco pretende comentar sobre os maus e bons hábitos da vida moderna. “Falo sobre a necessidade da gente conviver bem com a gente mesmo. Vou falar um pouco sobre a pandemia, de ser feliz agora enquanto é tempo. Então o solo passa por tudo isso e tem essa pegada motivacional, porque o humor também serve pra isso”, enfatiza. Apesar de ter ficado meses impedida de trabalhar no ano passado por conta da pandemia, Nany diz acreditar na superação e que prefere vibrar no positivo.

“A gente tem que se adaptar, né, ao novo normal. Todas as vezes que a humanidade passou por um momento desse de epidemias, de guerra, de pragas ou coisa assim, o renascimento aconteceu e isso vai acontecer normalmente. As pessoas estão numa ânsia de viver, numa ânsia de fazer com que a vida brote novamente e eu sinto que a gente tem que fazer isso acontecer. Claro, tem que guardar as proporções, tanto que o teatro mesmo estava com 40% de público. Tem que ter o distanciamento de mesas, tudo isso. Mas eu sinto que é tem essa necessidade de vibrar com o positivo com a felicidade que as pessoas estão carentes disso”, diz.

Neste período de retomada, Nany diz estar entusiasmada com novos projetos profissionais. “Eu fiz um filme agora. Em plena pandemia filmamos o “Barraco de Família”, com a Cacau Protásio. O set todo era testado diariamente, assim como nos programas de TV. Eu tenho feito parte do juri do Programa do Ratinho desde setembro do ano passado. Tenho gravado também algumas participações especiais na novela das sete. Mas tudo com muito cuidado, com muito teste de PCR, a equipe toda se testando muita máscara, muito álcool em gel, cada ator num camarim, tudo muito individual. Acabei de gravar no Uruguai um projeto grandioso para o streaming. Tive que ficar uma semana enclausurada no hotel, não saia nem pra comer e sendo testada dia sim dia não até começar a gravar. E tem também um projeto com a Fafá de Belém, nós duas juntas do palco, um encontro que vai acontecer em breve”, conta.

Serviço:

Stand Up Comedy, com Nany People

Quando - Sexta (6) e Sábado (7), às 20 horas

Onde - Balangandã Comedy Club & Bar (R. Paranaguá, 1.120)

Quanto – R$ 80 (mesa para 2 pessoas + R$ 8 de taxa e doação de 2 quilos de alimento) e R$ 160 (mesa para 4 pessoas = R$ 16 de taxa e doação de 4 quilos de alimentos). Ingressos à venda em www.sympla.com.br/eventos/londrina-pr.

*No site de vendas de ingresso, o estabelecimento informa que mantém o distanciamento seguro no ambiente. É obrigatório o uso máscara de proteção. Que não será permitido a entrada de pessoas com temperatura acima de 37ºC. E pede que clientes com mais de 60 anos, gestantes, grupo de risco ou com sintomas característicos da Covid-19 não compareçam ao evento.

...

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.