Museus paranaenses reabrem para visitas presenciais

Museu da Imagem e do Som do Paraná, Museu Casa Alfredo Andersen, Museu do Expedicionário e Museu Paranaense voltaram ao funcionamento no final de semana

Marcos Roman - Grupo Folha
Marcos Roman - Grupo Folha

Quatro museus estaduais reabriram as portas para visitação do público paranaense no final de semana. O Museu da Imagem e do Som do Paraná, o Museu Casa Alfredo Andersen, o Museu do Expedicionário e o Museu Paranaense voltaram a funcionar no último sábado (8) após um longo período de suspensão das atividades presenciais devido à pandemia de Covid-19. A retomada das atividades nos espaços culturais segue o decreto estadual 7.506/2021 e todas as orientações de segurança determinadas pela Secretaria de Estado da Saúde. 


 


Para o retorno das visitas presenciais uma série de protocolos foram adotados pelos museus. Entre elas a limitação de 50% da capacidade total de público em cada um dos espaços, visando um distanciamento seguro entre as pessoas que circulam pelos locais. Além disso, todo o material impresso, como guias e folders distribuídos ao público antes da pandemia, foi substituído por versões digitais e agora estão disponíveis através de QR Codes em pontos estratégicos de cada museu. 


  


Segundo a superintendente-geral de Cultura do Paraná, Luciana Casagrande Pereira, os visitantes podem se sentir seguros durante a visita aos museus reabertos. “O momento de retorno, tão aguardado pelo público, mas também por nós que estamos nos bastidores, certamente será muito satisfatório para todos. Os museus do Paraná estão pulsando arte à espera do público”, destaca. 


  


Exposições inéditas 

O Museu Oscar Niemeyer (MON) reabriu ao público no último dia 3 com a exposição "Schwanke, uma Poética Labiríntica", concebida exclusivamente para o espaço do Olho. É uma retrospectiva do trabalho do artista Luiz Henrique Schwanke (1951-1992), desde a década de 1970 até as últimas produções.



Também com mostra inédita, o Museu de Arte Contemporânea do Paraná (MAC) apresenta “Verdeazul”, individual da artista paranaense Dulce Osinski, com pinturas e gravuras realizadas pela artista. Já o Museu Paranaense apresenta quatro novas exposições ao público: “Agrocorpus”, "Curitiba: Símbolos em Questão", “Eu Memória, Eu Floresta: História Oculta” e “Educação pela Pedra”.  


 

 

Administrado pela UEL, o Museu Histórico de Londrina permanece fechado e sem previsão de reabertura
Administrado pela UEL, o Museu Histórico de Londrina permanece fechado e sem previsão de reabertura | Roberto Custódio / 16-09-2020
 


Museu Histórico de Londrina permanece fechado 

Ao contrário de outros museus paranaenses que voltaram a receber visitas presenciais, o Museu Histórico de Londrina permanece fechado. “Como órgão suplementar da Universidade Estadual de Londrina (UEL), seguimos o ato executivo da entidade que determina a continuidade da restrição de público. Por enquanto, não há previsão de reabertura”, informa a Edméia Ribeiro, diretora do Museu Histórico. 


Ela destaca que apesar da suspensão das visitas do público, o museu continua em plena atividade. “Estamos a todo o vapor desde o início da pandemia. Temos aproveitado esse período para trabalhar na inserção de parte do nosso acervo no site Memória Paraná (www.memoria.pr.gov.br).  Temos mais de 1,3 milhão de itens no museu. Nesse momento, estamos dando andamento a três projetos paralelos. A digitalização de 40 mil páginas do jornal Folha de Londrina, incluindo a primeira edição publicada em 1948 e também exemplares da década de 1950 e 1960 e também a inserção de dois mil objetos tridimensionais e de quatro mil fotografias da Coleção Família”, informa. 


Segundo Edméia, o acervo digitalizado do Museu Histórico de Londrina tem sido bastante visitado pelos internautas. “Somente no ao passado tivemos mais de 52 mil acessos através do site Memória Paraná. Durante a pandemia temos procurado levar o nosso acervo até as pessoas por meio das páginas do Museu Histórico no Facebook e no Instagram, onde são constantemente postados vídeos e curiosidades sobre o acervo do museu”, conclui.  


Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1

 

Museus paranaenses reabrem para visitas presenciais
 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo