ARTISTA LONDRINENSE -

Morre aos 62 anos o artista plástico londrinense Jair Belluco


Felipe Soares Luiz
Felipe Soares Luiz

 

Morre aos 62 anos o artista plástico londrinense Jair Belluco
Arquivo pessoal
 


Um dos artistas mais conhecidos em Londrina e considerado um dos mais atuantes da atualidade, o artista plástico Jajá Belluco, 62 anos, morreu ontem em decorrência de um câncer. Nascido em Santa Zélia (distrito de Astorga), Belluco trabalhou em ateliês coletivos da cidade e foi secretário geral do Mecab (Movimento de Estudos da Cultura Afro Brasileira) de Londrina.


Belluco pintou, desenhou, produziu cenários para peças teatrais e ganhou vários prêmios por suas participações na confecção de carros alegóricos nos carnavais de rua, como o da escola de samba Zumbi dos Palmares, em Londrina. Teve também diversos trabalhos ligados à Mostra Afro Brasileira Palmares que saíram do seu ateliê, como a escultura de ferro com roupagem tribal africana, de 4 metros e meio de altura, feita numa parceria com Agenor Evangelista, Edson Massuci, Edith Rizzo, Dedé Maria e Eduardo Tadeu.


Ele sempre observava que suas mostras, através da temática afro, traziam debates, música, artes variadas, culinária, além de fortalecer e criar a identidade cultural do negro em Londrina e no Paraná. Nesse processo, as escolas e professores tinham - segundo Belluco - o papel fundamental de mostrar aos estudantes que a cultura transforma e faz pensar.


Considerado um artista alternativo londrinense, Belluco também já participou de vários movimentos, como a Mostra Afro brasileira Zumbi dos Palmares. Também fez parte do grupo de artistas que despontou em Londrina nos anos 1980. 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Assine e navegue sem anúncios [+]

Continue lendo