|
  • Bitcoin
  • Dólar
  • Euro
Londrina

LEITURA 5m de leitura Atualizado em 12/01/2022, 07:59

Livro traz uma história de amor pela literatura

“Poeta Chileno”, novo livro de Alejandro Zamba, é um romance sobre paternidade e novas configurações familiares

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 12 de janeiro de 2022

Marcos Losnak/ Especial para Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

A literatura pode parecer algo completamente abstrato. Algo que coloca coisas em movimento, mas não pode ser tocado com as mãos. Algo que não faz parte da vida concreta das pessoas, mas sutilmente integra a existência de cada ser humano.

O escritor chileno Alejandro Zambra construiu sua literatura a partir da percepção de como a pode literatura entrar na vida das pessoas, mesmo sem elas perceberem. Entrar das maneiras mais variadas, sutis ou escandalosas, diretamente ou indiretamente. E como ela pode se tornar um instrumento de compreensão do mundo.

A Companhia das Letras também está lançando “Ficção 2006-2014”, obra que reúne num único volume reúne cinco romances de Alejandro Zambra publicados no Brasil
A Companhia das Letras também está lançando “Ficção 2006-2014”, obra que reúne num único volume reúne cinco romances de Alejandro Zambra publicados no Brasil |  Foto: Mabel Madonado/ Divulgação
 

Seu mais recente romance, “Poeta Chileno”, lançado pela editora Companhia das Letras, acentua essa percepção. Narra a história de Gonzalo, um jovem que, após perder o amor de Carla, sua primeira namorada, abraça a poesia. Pelas mãos do destino, sete anos depois reencontra Carla. E aquilo que poderia parecer improvável acontece, a namoro é reatado.

Nos sete anos sem se verem, Carla casou-se, separou-se e tem um filho de quatro anos, o pequeno Vicente. A assim Gonzalo começa a se relacionar com a paternidade a partir da convivência com o menino. Uma relação que se aprofunda até os papéis de pai e padrasto se confundirem com a poesia como instrumento de mediação.

Como acontece nas famílias contemporâneas, numa bela noite Gonzalo e Carla separam-se drasticamente. E Vicente, de um dia para outro, perde a presença de Gonzalo em sua existência e abraça a poesia.

“Poeta Chileno” é um romance sobre paternidade e novas configurações familiares. Mas também é um romance de amor à poesia. Uma coleção de poetas perambula por suas páginas passando pela formação poética do Chile. Uma coleção de

personagens que amam a poesia e odeiam a prosa. O jovem poeta Vicente, por exemplo, defende suas preferências da seguinte forma: “A verdade é que eu quase sempre acabo ficando entediado com os romances. É página demais. Como se um poema não fosse suficiente.”

Gonzalo, justifica a argumento de Vicente com as seguintes palavras: “Ezra Pound pensava isso. Numa carta pro William Carlos Williams, ele diz que só escreve as partes boas dos romances. E que tudo o resto, as quatrocentas páginas restantes, são

pura enrolação e tédio.” 

A Companhia das Letras também está lançando “Ficção 2006-2014”, obra que reúne num único volume reúne cinco romances de Alejandro Zambra publicados no Brasil tempos atrás: “Bonsai” (2012), “A Vida Privada das Árvores” (2013), “Formas

de Voltar Para Casa” (2014) e “Meus Documentos” (2015), publicados pela extinta editora Cosac Naify, e ainda “Múltipla Escolha” (2017) publicado pela editora Tusquets. O volume também traz nove contos publicados originalmente em revistas,

jornais e antologias.

O destaque fica por conta de “Múltipla Escolha”, onde Zambra narra uma história fazendo uso de provas de múltipla escolha. Utiliza o formato da Prova de Aptidão Verbal, aplicada no ensino do Chile como avaliação dos estudantes, para narrar uma história em que o leitor precisa fazer as escolhas consideradas certas, como numa prova de múltipla escolha. Mas o que Zambra revela, com uma dose de humor, é a grande ilusão de uma única resposta. Num formato inventivo, o romance faz uma crítica

ao sistema de ensino que limita ao certo apenas uma única resposta em questões onde são possíveis várias respostas.

Considerado uma das grandes vozes da literatura latino-americana contemporânea, Alejandro Zambra nasceu em Santiago do Chile em 1975. Professor de literatura, publicou seu primeiro livro de poesia em 1998, mas foi com seu primeiro romance, “Bonsai”, que ganhou notoriedade entre os leitores e a crítica de vários países do mundo.

Serviço:

.
. |  Foto: Divulgação
 

“Poeta Chileno”

Autor – Alejandro Zambra

Editora – Companhia das Letras

Tradução – Miguel Del Castillo

Páginas – 432

Quanto – R$ 79,90 (papel) e R$ 39,90 (e-book)

.
. |  Foto: Divulgação
 

“Ficção 2006-2014”

Autor – Alejandro Zambra

Editora – Companhia das Letras

Tradução – Miguel Del Caltillo, Josely Vianna Baptista

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM