Letícia Colin espera que pandemia de coronavírus sirva para aprendizado e evolução do mundo


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A pandemia do novo coronavírus tem mobilizado artistas ao redor de todo mundo, que tem publicado vídeos e mensagens com o intuito de informar sobre o vírus, pedir para que seus seguidores fiquem em quarentena, e dar dicas de o que fazer em casa.

Letícia Colin, 30, em especial, espera que pandemia sirva como um momento de evolução e coletividade para a população. "Nesse momento, precisamos ser responsáveis, amorosos acima de tudo e ter esperança. Precisamos cuidar das pessoas mais vulneráveis dos nossos grupos de risco", afirma ela ao F5.



"Temos que aproveitar para nos transformarmos, conseguirmos nos fortalecer, nos conectar com o que é essencial, exercitar nossa compaixão e empatia para voltarmos mais fortes, melhores e evoluídos como seres humanos. Acho que vai ser um grande momento de evolução, espero que seja. Que a gente tire disso tudo um aprendizado sobre a nossa coletividade e a nossa vulnerabilidade aqui no planeta Terra".

A atriz está entre as protagonistas da novela "Novo Mundo", de 2017, que será reprisada na Globo a partir desta segunda-feira (30). A produção entra no lugar do que deveria ser a estreia de "Nos Tempos do Imperador", uma continuação de sua trama, mas que precisou ter as gravações interrompidas-assim como outros folhetins-, em um esforço da emissora para evitar a proliferação do vírus.



"Vai ser uma oportunidade boa, um presente poder ter 'Novo Mundo' pra gente assistir, se entreter e passar um tempo acompanhando figuras históricas inspiradoras", diz Colin.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias