Jackeline Seglin
De Londrina
Expectativa e ansiedade na divulgação da lista dos aprovados na Lei Municipal de Incentivo à Cultura deste ano. Depois de esperar até às 17 horas de ontem para conferir o edital publicado na Biblioteca Pública e na Secretaria da Cultura, empreendedores londrinenses finalmente puderam procurar seus projetos entre os escolhidos. Frustração da maioria. Das 200 propostas apresentadas para a avaliação, somente 47 foram aprovadas e três tiveram direito à prorrogação de prazo para a execução (Galeria Histórica: Comunicação Visual e Museografia, Oficina de Artes Plásticas e Exposições 99).
A exclusão dos 153 projetos promete polêmica, mais uma vez. Todos querem saber o motivo da reprovação. Só mais tarde. Por enquanto, a conversa é com os aprovados. O coordenador da Comissão de Avaliação, Sebastião Amâncio, avisa que os responsáveis pelos projetos aprovados devem comparecer à Secretaria da Cultura no período de 6 a 12 de janeiro, com o protocolo, para retirar a documentação.
Já os reprovados têm de esperar. A coordenação somente vai liberar os projetos e justificativas no período de 24 a 28 de janeiro. ‘‘Não temos tempo de atender tudo ao mesmo tempo. Por isso vamos chamar primeiro os aprovados’’, justifica. Amâncio diz, ainda, que não há como recorrer do resultado deliberado pela comissão.
A análise da comissão foi realizada em etapas. Segundo o coordenador, um estudo geral realizou uma prévia da documentação. Todos os projetos que não cumpriram à risca os itens do edital foram desclassificados. Em seguida, a comissão fez a análise dos projetos como um todo (conteúdo, objetivos, justificativa e atendimento às necessidades da comunidade). A etapa seguinte foi a separação por área de atuação. ‘‘Se temos dois projetos com os mesmos objetivos, por exemplo, fazemos a seleção pelo custo-benefício’’, explica Amâncio. Outro critério de ‘‘desempate’’ utilizado pela comissão foi a concentração por área cultural (quantidade de projetos em cada área) e número de projetos apresentados por empreendedor.
Sobre os problemas detectados na avaliação, Amâncio preferiu não se manifestar. ‘‘Vamos fazer uma coletiva com a imprensa, ainda esta semana, para tirar as dúvidas’’.
A comissão que avaliou os projetos é praticamente a mesma do ano passado: Conceição Geraldo, Rosa Abelin, Máximo Donoso, Niracema Kuriki, Guilherme Muller, Sílvia França, José Donizetti Buganza, João Carlos Murari, Célia Gléria, Solange Batigliana, Rosângela Alexandrino, Moysés Silva Júnior, Celso Zamoner, Maria Christina Pugsley, Jorge Silva, Nemias da Silva, Márcia Bounassar, Neila Estigarribia, Luiz Trevisan, Maria Lombardi, Léo Ferreira, Yeda Russo, Nádina Moreno, Cristina Grossi, Wilma Melo e Elisa Greca.
A verba destinada ao desenvolvimento dos projetos é de R$ 1.552.109,47, mantendo a média do ano anterior (R$ 1.401.801,67 para 45 projetos).

PROJETOS APROVADOS
- Viola Caipira – Cultura e Arte (Carlos Roberto Mazzarin) – R$ 48.100,00 - (Música)
- Violeiros de Londrina – Grupo de Estudo (Carlos Roberto Mazzarin) – R$ 43.330,00 (Formação cultural)
- Temporadas de Dança (Leonardo Ramos) – R$ 47.463,20 (Dança)
- Éthos (Leonardo Ramos) – R$ 49.807,40 (Dança)
- Coral Cidade de Londrina (Regina Balan) – R$ 29.400,00 (Música)
- Montagem da Peça ‘‘Salom钒 (Weber Wanderley) – R$ 34.227,90 (Teatro)
- Equipagem de Espaços Alternativos para Exposições (Vanda de Moraes) – R$ 7.168,00 (Infra-estrutura cultural)
- VII Festival Unicanto de Corais – Programação Artística (Aparecida Tomal) – R$ 47.325,00 (Cultura integrada e popular)
- VII Festival Unicanto de Corais – Gravação e Edição de CD (Aparecida Tomal) – R$ 20.200,00 (Música)
- A Visita da Velha Senhora – Fundação Cultura Artística de Londrina (Funcart) – R$ 35.675,00 (Teatro)
- Londrina – Meu Rosário de Saudades (Nair Piantini) – R$ 5.960,00 (Literatura)
- Edição do Livro: Olhar de Margarida (João Augusto Barbosa) – R$ 7.278,00 (literatura)
- Vida de Mulher (Islandia Campos) – R$ 6.100,00 (Literatura)
- 1ª Exposição Londrinense Artes Plásticas de Portadores de Síndrome de Down (Elizabeth Foganholi) – - R$ 1.150,00 (Artes Plásticas)
- Oficina de Artes Plásticas (Elizabeth Foganholi) – R$ 5.529,00 (Artes Plásticas)
- Um Espetáculo Especial feito por Gente Especial (Elizabeth Foganholi) – R$ 6.827,00 (Dança)
- Crianças e Jovens fazendo Música (Lucy Schimiti) – R$ 39.735,00 (Música)
- Ópera ‘‘L’Enfant Prodigue’’, de Claude Debussy (Lívia Haydée de Araújo) – R$ 45.765,00 (Ópera)
- Arquitetura de Madeira das décadas de 30, 40 e 50 localizadas na Zona Rural de Londrina (Maria de Fátima Guimarães) – R$ 10.402,00 (Cultura Integrada e Popular)
- Série de Concertos (Maria do Carmo Duarte) – R$ 50.000,00 (Música)
- AML – Cultura 2000 – Associação Médica de Londrina – R$ 49.843,20 (Formação cultural)
- Montoya, o Gigante de Sandálias (José Roberti Hoffmann) – R$ 3.675,00 (Literatura)
- Concertos Didáticos (Sociedade de Amigos da Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina) – R$ 42.610,00 (Música)
- Temporada Ouro Verde 2000 (Sociedade de Amigos da Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina) – R$ 45.350,00 (Música)
- Ele veio do céu, dentro de um chapéu (Carlos Okawati) – R$ 2.400,00 (Produção literária)
- Criação Literária Infinito Findo (Francisco Spisla) – R$ 7.640,00 (Literatura)
- Concertos da Orquestra de Câmara ‘‘Solistas de Londrina’’ (Evgueni Ratchev) – R$ 49.872,70 (Música)
- Música para Viola e Piano – Gravação do CD (Irina Ratcheva) – R$ 10.427,04 (Música)
- Preservação, recuperação e conservação de bens imóveis constituído por peças do acervo histórico-cultural do Museu (Sociedade Amigos do Museu Histórico de Londrina Pe. Carlos Weiss) – R$ 45.100,00 (Patrimônio cultural)
- Equipamentos e materiais específicos para preservação de documentos e ampliação do banco de dados sobre a História de Londrina (Elenice Dequêch) – R$ 27.154,11 (Infra-estrutura cultural)
- Concertos Matinais (Rose Ana Carvalho) – R$ 49.813,80 (Música)
- 7º Simpósio Paranaense de Educação Musical – SPEM (Rose Ana Carvalho) – R$ 50.000,00 (Formação cultural)
- Oficina Palhaços sem Fronteira (Nitis Jacon de Araújo Moreira) – R$ 40.760,00 (Oficina de palhaços)
- Mostra Regional Nacional de Espetáculos (Grupo de Teatro Núcleo I) – R$ 48.190,00 (Teatro)
- Mostra Internacional de Espetáculos (Grupo de Teatro Núcleo I) – R$ 50.000,00 (Teatro)
- Jornal Quinzena Cultural (Luiz Bertipaglia) – R$ 48.976,00 (Literatura)
- Valsa nº 6 (Carla Diacov Satim) – R$ 19.652,05 (Teatro)
- Banda Marcelino Champagnat (A. P. M.) – R$ 49.780,00 (Música)
- Batuque na Caixa (Clodoaldo Salustiano de Moraes) – R$ 49.940,00 (Formação cultural)
- Mostra Nacional de Música Popular Brasileira (Marcelo Camargo do Nascimento) – R$ 49.482,00 (Cultura integrada e popular)
- Clip, CD e Documentário Arte Brasilis (Clodoaldo Moraes) – R$ 35.400,00 (Música)
- 20º Festival de Música de Londrina – Programação Pedagógica (Associação de Amigos do Festival de Música de Londrina) – R$ 50.000,00 (Cultura integrada e popular)
- 20º Festival de Música de Londrina – Programação Artística (Associação de Amigos do Festival de Música de Londrina) – R$ 50.000,00 (Cultura integrada e popular)
- 1º Encontro Nacional de Corais Unimed (Zélia Rodrigues) – R$ 27.006,25 (Música)
- Sessão Brasil – Debates sobre o cinema nacional (Caio Julio Cesaro) – R$ 49.685,80 (Formação cultural)
- Yvy Mará-Ey – Curta metragem em 35 mm (Caio Julio Cesaro) – R$ 49.809,02 - (cinema)
- Teatro na Zona Rural (Maria Amélia Melo) – R$ 8.100,00 (Formação cultural)