Láo Santana arrecada mais de 40 toneladas de alimentos através de 'live solidária'


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O cantor Léo Santana, 31, fez uma "live solidária" em seu perfil no YouTube na noite desta sexta-feira (3) que arrecadou, em cerca de cerca de 3 horas, 40 toneladas de alimentos.

No vídeo ao vivo, intitulado "Live Paty Solidária do GG", Léo cantou sucessos da sua carreira, incluindo "Figurinha Repetida", e foi assistido por cerca de 1,2 milhão de pessoas no YouTube, mais de 260 mil via Facebook e 150 mil no Instagram.



Os alimentos serão doados para instituições de caridade, famílias necessitadas e vítimas da pandemia do Covid-19.

"Nossa Live foi um sucesso e eu só tenho a agradecer! Obrigado, Deus! Obrigado, meus fãs, meus parceiros e todas as pessoas que curtiram esse momento junto comigo. A união faz a força! Conseguimos! Sensação de dever cumprido! Amém", disse o cantor.

A pandemia do novo coronavírus tem mobilizado celebridades de todo o mundo a usarem sua influência e poder aquisitivo para ajudar a população a enfrentar essa crise.

Shawn Mendes, por exemplo, por meio de sua fundação, doou U$S 175 mil (cerca de R$ 887 mil) para um hospital do Canadá. Xuxa, por meio da empresa Espaçolaser, do qual é sócia, anunciou uma doação no valor de R$ 1 milhão para o Sistema Único de Saúde (SUS).

Já Ivete Sangalo doou 1.000 Camas Box e 5.000 peças de roupas para uma unidade de combate ao Coronavírus e acolhimento a população carente contaminada em Salvador, segundo informou o Governador da Bahia, Rui Costa.

Os atores Ryan Reynolds e Blake Lively decidiram doar US$ 1 milhão (cerca de R$ 4,95 milhões) para duas instituições de caridade dos Estados Unidos e do Canadá, devido a pandemia do novo coronavírus.

A apresentadora norte-americana Oprah Winfrey anunciou que doaria US$ 10 milhões (cerca de R$ 52 mi) para iniciativas de combate ao coronavírus, incluindo uma nova iniciativa chamada America's Food Fund (Fundo de Alimentos da América), lançada em conjunto com a Apple, a Ford Foundation, Laurene Powell Jobs e o ator Leonardo DiCaprio.

Depois de contrair a Covid-19, Pink anunciou que doou US$ 500.000 (cerca de R$ 2,6 milhões) para o Fundo de Emergência do Temple University Hospital, na Filadélfia, em homenagem à sua mãe, Judy Moore, que trabalhou lá por 18 anos. Ela ainda doou a mesma quantia para o Fundo de Crise de Emergência Covid-19 do prefeito da cidade de Los Angeles.

O cantor Justin Timberlake também afirmou que faria uma contribuição, cujo valor não foi divulgado, para um centro de doação de comida em Memphis, Tennessee, sua cidade natal. "Essa é uma época louca, mas lembrem-se de que estamos todos juntos. Apoie sua comunidade local levando comida para aqueles que precisam", disse ele, no Instagram.

Já Rihanna fez uma doação de US$ 5 milhões (cerca de R$ 25,3 milhões), por meio da ONG Clara Lionel Foudantion, do qual é uma das fundadoras, para iniciativas de combate ao coronavírus ao redor do mundo.



Além dela, Penélope Cruz fez uma doação para um hospital de Madri, na Espanha, para contribuir com o combate da pandemia do novo coronavírus, que tem 64 mil casos confirmados e mais de 4.000 mortes por causa do vírus. Em seu perfil em uma rede social, a atriz contou que comprou cerca de 100 mil luvas e 20 mil máscaras.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias