Kinoarte anuncia vencedores


Reportagem Local
Reportagem Local

Com o prêmio de Melhor Filme pelo júri oficial e o de Melhor Direção, "Eu Quero Ser Arrebatada, Amordaçada e, nas Minhas Costas, Tatuada", do diretor carioca Andy Malafaia, venceu a Mostra Nacional de Curtas do 17º Festival Kinoarte de Cinema, que terminou domingo.
Na Mostra Paranaense, "Chinês é Tudo Igual", de Denise Soares, arrebatou quatro prêmios: Filme, Direção de Arte, Som e Montagem. "Ciclo 7x1", de Gil Baroni, conquistou os prêmios de Direção, Roteiro, Fotografia e foi eleito o Melhor Filme pelo júri popular.
Já a Mostra Londrinense consagrou "Junie", de Gustavo Minho, como Melhor Filme pelo júri oficial, e "Onde o Coração Canta", de Letícia Nascimento, na votação do público.
A Mostra Ibero-Americana, realizada pelo segundo ano seguido, com produções de países da América Latina, além de Espanha e Portugal, elegeu "Os Meninos do Rio", de Javier Macipe, como Melhor Filme, tanto no júri oficial quanto no popular.
Na Mostra Nacional, "Castillo y al Armado", de Pedro Harres, conquistou o prêmio de Melhor Direção de Arte. O de Melhor Som ficou com "O Teto Sobre Nós", de Bruno Carboni. "Como São Cruéis os Pássaros da Alvorada", de João Toledo, ficou com Melhor Fotografia, enquanto "História de Abraim", de Otávio Curi, foi eleito como o de Melhor Montagem. "Até a China", de Marcelo Marão, conquistou os prêmios de Melhor Roteiro e, também, o de Melhor Filme da Mostra Nacional, na opinião do júri popular.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Assine e navegue sem anúncios [+]

Continue lendo