O filme dirigido pelo barcelonês Jaume Collet-Sera, neste momento com ampla presença no circuito mundial, é a adaptação de uma das atrações do popular parque temático da Disney. O passeio “Cruzeiro na Selva”, ou Jungle Cruise, é familiar para muitos e foi o principal apelo no dia da inauguração da Disneylandia em 1955. Pouco mundo neste meio século e pouco. A inspiração principal foi o grande sucesso do filme ‘The African Queen/Uma Aventura na Africa”, Katherine Hepburn e Humphrey Bogart rio abaixo dirigidos por John Huston em 1951.

Jungle Cruise: personagens seguem rio abaixo guiados por um mapa do tesouro que os levará a uma árvore sagrada
Jungle Cruise: personagens seguem rio abaixo guiados por um mapa do tesouro que os levará a uma árvore sagrada | Foto: Divulgação

A Disney pode estar atualizando Jungle Cruise, o passeio, mas “Jungle Cruise”, o filme que aí está, não está tentando reinventar muito de nada. É uma aventura cheia de perigos e intercorrências ambientadas ao tempo da Primeira Guerra Mundial, sobre uma destemida heroína, a bióloga e feminista (atualizando...), Dra. Emily Houghton (Emily Blunt), seu irmão e ajudante McGregor (Jack Whitehall) , portador de grande charme, e o guia do barco fluvial na Amazonia brasileira, Frank (Dwayne Johnson).

Nas curvas do rio, espreitam fantasmagorias de centenários conquistadores espanhóis e e nazistas contemporâneos.

Aqueles que estão esperando na tela algo novo, intrigante ou memorável entraram na sala errada. O filme foi idealizado e construído para atingir os centros de prazer retrô dos cérebros que retêm apenas olhares espetaculosos, brincadeiras e piadas tolas. O trio de personagens principais segue rio abaixo guiado por um mapa do tesouro que os levará a uma arvore lendária, “Lágrimas da Lua”, cujas pétalas supostamente têm o enorme poder de livrar a humanidade de todas as doenças. E maldições. A esta altura o espectador (e o leitor, se ainda não viu o filme mas mantém a memória em dia) já identificou os “empréstimos” que o trio de roteiristas utilizou como “inspiração” complementar: as sagas “Piratas do Caribe”, “A Múmia” e “Indiana Jones”.


Até o pessoal da cinefilia cult vai dar de frente com a ira de “Aguirre”, personagem que reaparece morto-vivo. Alám da tentativa de recriar (sem sucesso, claro) o clima a bordo de “Uma Aventura na África”.

Em dose dupla dos multiplex da cidade, Emily Blunt tem o faro e o dom para o filme de aventuras, como vem mostrando há décadas – ela está absoluta nos dois “Um Lugar Silencioso” Equilibra humor bobo e aventura rude com agilidade de qualquer estrela veterana no ofício.

Dwayne Johnson é outro que fala essa mesma linguagem. Neste “Jungle Cruise”, o que falta ao casal em química romântica é compensado com aquela energia encontrada em filmes de perfil “buddy movie”, aqueles em que rivais se tornam melhores amigos. E a Disney não deixou por menos: honrou duplamente as diferenças – a bióloga feminista de Blunt e a estréia de um personagem gay, o irmão da heroína vivido por Jack Whitehall.

Finalmente, o que “Jungle Cruise” está querendo dizer, mais do que contar uma história patchwork feita de recortes já bem consumidos pelo público, é que o filme está mais para veranismo, isto é, mais para consumo de férias, do que um escapismo qualquer. O espectador recebe um aparato visual repleto de efeitos incríveis (alguns nem tão incríveis assim, mas vá lá...) espalhados em locais aprazíveis (mesmo que o Hawai seja a Amazônia brasileira...) e um humor infantilóide incapaz de ofender quem quer que seja, mais baseada na comédia física do que em diálogos com pretensões diversas. Ah, e por mais “animatronic” que seja a inconvincente onça de estimação Próxima, pet do capitão Frank, ela dá bem a tônica do que é o espetáculo: ele é de fato puro escapismo, daquela espécie que desliga o cérebro, induz ao relaxamento absoluto e anestesia a navegação.

...

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1