|
  • Bitcoin 124.636
  • Dólar 5,0950
  • Euro 5,2611
Londrina

Folha 2

m de leitura Atualizado em 10/03/2022, 19:59

Jornalistas da FOLHA são finalistas do 7º Prêmio Fiep

Patrícia Maria Alves e Sérgio Ranalli foram selecionados por reportagem sobre a Era da Madeira no Paraná

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 10 de março de 2022

Marcos Roman - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

Foto: Gustavo Carneiro
menu flutuante

 Dois jornalistas da Folha de Londrina estão entre os 15 finalistas do 7º Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo. Concorrendo com 236 inscritos de todo o Paraná, a editora de Produtos Digitais Patrícia Maria Alves e o editor de Fotografia Sérgio Ranalli foram selecionados, respectivamente, nas categorias Jornalismo Impresso e Fotojornalismo pela reportagem “Estamos na Era da Madeira?”- publicada em 29 de fevereiro de 2020. A lista dos vencedores deste ano será divulgada em breve durante uma solenidade que acontecerá em Curitiba.  

Foto de Sérgio Ranalli que concorre ao 7º Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo, publicada na reportagem: "Estamos na Era da Madeira?" Foto de Sérgio Ranalli que concorre ao 7º Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo, publicada na reportagem: "Estamos na Era da Madeira?"
Foto de Sérgio Ranalli que concorre ao 7º Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo, publicada na reportagem: "Estamos na Era da Madeira?" |  Foto: Sérgio Ranalli
 

O Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo foi criado pelo Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná com o objetivo de valorizar o trabalho da imprensa e seu papel no desenvolvimento da indústria paranaense. Finalista na categoria Fotojornalismo com imagens que ilustram a reportagem sobre a Era da Madeira, Sérgio Ranalli ressalta que estar entre os finalistas mostra que o trabalho de cobertura da FOLHA está no rumo certo. “A gente tem conseguido atender as demandas de comunicação no setor da indústria no Estado, que apesar de sua importância muitas vezes não é tão visto. Reportagens como essa, com várias páginas no impresso e muito conteúdo multimídia mostra esse empenho que a FOLHA tem na produção de matérias robustas para inserir o público no mundo. Estar entre os finalistas desse prêmio acaba balizando toda a produção que a gente tem feito”, enfatiza. 

“Para mim o prêmio é um reconhecimento do esforço que fazemos diariamente para oferecer a melhor informação, pensada, da pauta à publicação, em todos os detalhes para que os nossos leitores tenham o conhecimento unido com material rico na sua apresentação. É um momento de visibilidade para o jornalismo do norte do Paraná e sinto ele como um abraço que nos diz que estamos no caminho certo”, destaca Patrícia Maria Alves. 

A editora de Produtos Digitais da FOLHA comenta que a informação de que estava entre os finalistas do prêmio foi recebida “com lágrimas de emoção de entender que um trabalho que amei tanto fazer também impactou outras pessoas positivamente”, ressalta ao detalhar o processo de criação da reportagem selecionada. “A reportagem especial transmídia A Era da Madeira foi um trabalho muito especial para mim em particular por que eu aprendi muito no decorrer das pesquisas, das entrevistas e da edição. Como a cadeia da madeira é muito complexa e todas as suas estruturas são grandiosas e eu quis passar toda essa emoção e conhecimento tanto para o texto quanto para o design do impresso como no online”, salienta. 

  icon-aspas Assim como a reportagem, o design carrega informações próprias
 

Patrícia acredita que entre os critérios levados em conta para a seleção da reportagem está a construção da narrativa “desde quando a árvore está sendo plantada, passando pelos processos de corte, criação de móveis, prédios, mudanças de comportamentos sociais, preocupação com meio ambiente, até que chegamos nas pesquisas científicas que já conseguem recriar quase tudo da celulose”, afirma ao enfatizar a importância do trabalho em equipe que produziu elementos que ajudaram a enriquecer o conteúdo da matéria. 

"Assim como a reportagem o design também carrega suas informações próprias para o público: o infográfico parte de um desenho a mão que um pesquisador da Klabin fez em pé em meio às árvores para nós explicar o ciclo de vida e produção e foi brilhantemente desenhado pela equipe da Folha Arte. As fotografias de Sergio Ranalli, além da beleza, conseguem passar a dimensão da grandiosidade do caminho da madeira; a reportagem completa também tem fotos do repórter fotográfico Gustavo Carneiro e a diagramação foi realizada por Anderson Mazzeo”, destaca a editora de Produtos Digitais da FOLHA. 

O PRÊMIO

O Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo é dividido entre as categorias: Jornalismo Impresso, Reportagem de TV, Reportagem de Rádio, Fotojornalismo e Internet. Também serão concedidas outras seis premiações para jornalistas que se destacaram com a maior nota em cada uma das regiões do estado (Norte, Noroeste, Curitiba e RM, Campos Gerais e Centro, Oeste e Sudoeste). Os primeiros colocados de cada categoria serão premiados com troféus e valores que variam entre R$ 3,5 mil e R$ 7 mil.  

Patrícia Maria Alves e Sérgio Ranalli: finalistas do Prêmio Fiep acreditam que a indicação baliza a qualidade da produção da FOLHA Patrícia Maria Alves e Sérgio Ranalli: finalistas do Prêmio Fiep acreditam que a indicação baliza a qualidade da produção da FOLHA
Patrícia Maria Alves e Sérgio Ranalli: finalistas do Prêmio Fiep acreditam que a indicação baliza a qualidade da produção da FOLHA |  Foto: Gustavo Carneiro
 

..

Confira a reportagem que concorre ao prêmio usando o QRCode

. .
. |  Foto: Folha Arte
 

 ...

Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1